Steven Spielberg

Da Wikipédia, a enciclopédia livre
Ir para navegação Pular para pesquisar

Steven Spielberg
Steven Spielberg by Gage Skidmore.jpg
Spielberg em 2017
Nascer
Steven Allan Spielberg

(1946-12-18) 18 de dezembro de 1946 (74 anos)
Alma materCalifornia State University, Long Beach ( BA )
Ocupação
  • Diretor
  • produtor
  • roteirista
Anos ativos1959-presente
Trabalho
Filmografia
Esposo (s)
Crianças7, incluindo Sasha e Jessica Capshaw (enteada)
Pais)
ParentesAnne Spielberg (irmã)
PrêmiosLista
Assinatura
Steven Spielberg Signature.svg

Steven Allan Spielberg ( / s p i l b ɜr ɡ / , nascido 18 de dezembro de 1946) é um americano diretor de cinema, produtor e roteirista. Ele começou sua carreira na era da Nova Hollywood e atualmente é o diretor de maior sucesso comercial . Spielberg recebeu vários prêmios , incluindo três Oscars (com dois de Melhor Diretor ), uma homenagem ao Kennedy Center , um Prêmio Cecil B. DeMille e um Prêmio AFI Life Achievement .

Spielberg nasceu em Cincinnati , Ohio , e cresceu em Phoenix, Arizona . Mais tarde, ele se mudou para a Califórnia e estudou cinema na faculdade. Depois de dirigir episódios de televisão e vários filmes menores para o Universal Studios , ele se tornou um nome conhecido por dirigir o blockbuster de verão de 1975, Tubarão . Em seguida, dirigiu sucessos de bilheteria, Contatos Imediatos do Terceiro Grau (1977), ET the Extra-Terrestrial (1982) e os filmes de aventura da série Indiana Jones . Spielberg mais tarde explorou o drama em The Color Purple (1985) e Empire of the Sun (1987) .

Após um breve hiato, ele voltou aos sucessos de bilheteria com o aclamado filme de ação de ficção científica Jurassic Park e o drama de holocausto Schindler's List (ambos em 1993). Em 1998, ele dirigiu o épico da Segunda Guerra Mundial, Saving Private Ryan , que foi um sucesso de crítica e comercial. Spielberg continuou na década de 2000 com a ficção científica, incluindo AI Artificial Intelligence (2001), Minority Report (2002) e War of the Worlds (2005). Desde então, dirigiu vários filmes de fantasia, incluindo The Adventures of Tintin (2011) e Ready Player One(2018), e os dramas históricos War Horse (2011), Lincoln (2012) e The Post (2017).

Além de cineasta, ele co-fundou a Amblin Entertainment e a DreamWorks , e atuou como produtor de muitas séries de televisão e filmes. Spielberg também é conhecido por sua longa colaboração com o compositor John Williams , com quem trabalhou em todos os seus filmes, exceto em cinco. Vários dos trabalhos de Spielberg estão entre os filmes de maior bilheteria de todos os tempos e foram aclamados; sete de seus filmes foram incluídos no National Film Registry pela Biblioteca do Congresso como sendo "culturalmente, historicamente ou esteticamente significativos".

Vida precoce e histórico

Steven Allan Spielberg nasceu em 18 de dezembro de 1946 em Cincinnati, Ohio. [1] [2] Sua mãe, Leah ( nascida Posner, posteriormente Adler; 1920–2017), [3] era restaurateur e pianista concertista, e seu pai, Arnold Spielberg (1917–2020), [4] era eletricista engenheiro envolvido no desenvolvimento de computadores. Sua família era judia ortodoxa . [5] [6] Os avós paternos de Spielberg eram judeus Ashkenazi da Ucrânia , [7] [8] que se estabeleceram em Cincinnati nos anos 1900; sua avó era de Sudylkiv , e seu avô era de Kamianets-Podilskyi. [9] [10] Spielberg tem três irmãs mais novas: Anne , Sue e Nancy. [11] Em 1952, sua família mudou-se para Haddon Township, New Jersey, depois que seu pai foi contratado pela RCA . [12] Spielberg frequentou a escola hebraica de 1953 a 1957, em aulas ministradas pelo Rabino Albert L. Lewis . [13]

No início de 1957, a família mudou-se para Phoenix, Arizona. [14] [15] Spielberg teve uma cerimônia de bar mitzvah quando tinha treze anos. [16] Sua família estava envolvida na sinagoga e tinha muitos amigos judeus. [17] Sobre o Holocausto , ele disse que seus pais "falavam sobre isso o tempo todo, e por isso sempre esteve em minha mente". [17] Seu pai havia perdido entre dezesseis e vinte parentes no Holocausto. [10]Spielberg achou difícil aceitar sua herança; ele disse: "Não é algo que eu gosto de admitir [...] mas quando eu tinha sete, oito, nove anos, Deus me perdoe, eu ficava constrangido porque éramos judeus ortodoxos. Eu ficava constrangido com a percepção externa de as práticas judaicas de meus pais. Nunca tive vergonha de ser judia, mas às vezes ficava inquieto. " [18] [19] Spielberg também sofria de anti-semitismo : "No colégio, levei tapas e chutes. Dois narizes sangrentos. Foi horrível." [20] [21] [10] Ele se afastou do judaísmo durante a adolescência, depois que sua família se mudou para vários bairros e descobriu que eram os únicos judeus. [22] [23]

Aos 12 anos, ele fez seu primeiro filme caseiro: um acidente de trem envolvendo seus trens Lionel de brinquedo . [24] Em 1958, ele se tornou um escoteiro e cumpriu um requisito para o distintivo de mérito da fotografia ao fazer um filme de 8 mm de nove minutos intitulado The Last Gunfight . [25] [26] Ele finalmente alcançou o posto de Eagle Scout . [27] Spielberg usou a câmera de cinema de seu pai para fazer filmes amadores e começou a levar a câmera em todas as viagens de escoteiros. [28] Aos 13 anos, Spielberg fez um filme de guerra de 40 minutos, intitulado Escape to Nowhere, com um elenco de colegas de escola. O filme ganhou o primeiro prêmio em uma competição estadual. [29] [30] Ao longo de sua adolescência e depois de entrar no colégio, Spielberg fez cerca de quinze a vinte filmes de "aventura" de 8 mm. [31] [32]

Em Phoenix, Spielberg assistia a filmes no teatro local todos os sábados. [33] Alguns dos filmes que ele citou como primeiras influências incluem King of the Monsters (1956), [34] Captains Courageous (1937), Pinocchio (1940) e Lawrence da Arábia (1962), que ele citou como "o filme que me colocou em minha jornada ". [35] Ele frequentou a Arcadia High School em 1961 por três anos. [36] Ele escreveu e dirigiu seu primeiro filme independente em 1963, uma aventura de ficção científica de 140 minutos chamada Firelight , que mais tarde inspiraria Contatos Imediatos de Terceiro Grau.. O filme foi financiado principalmente por seu pai, que tinha um orçamento de menos de US $ 600, e foi exibido em um teatro local por uma noite. [37] [38] No verão de 1964, ele trabalhou como assistente não remunerado no departamento editorial da Universal Studios . [39] [40] Sua família mudou-se mais tarde para Saratoga, Califórnia, onde estudou na Saratoga High School , graduando-se em 1965. [41] Um ano depois, seus pais se divorciaram. Spielberg mudou-se para Los Angeles para ficar com seu pai, [42] enquanto suas três irmãs e mãe permaneceram em Saratoga. Ele não estava interessado em acadêmicos; ele aspirava ser apenas um cineasta. [43] Ele se candidatou aoEscola de cinema da University of Southern California , mas foi rejeitado por causa de suas notas medíocres. [44] Ele então se inscreveu e se inscreveu na California State University, Long Beach , onde se tornou irmão da Fraternidade Theta Chi . [45] [46]

Em 1968, a Universal deu a Spielberg a oportunidade de escrever e dirigir um curta-metragem para lançamento nos cinemas, o Amblin 'de 26 minutos e 35 mm . O vice-presidente do estúdio, Sidney Sheinberg, ficou impressionado com o filme premiado e ofereceu a Spielberg um contrato de direção de sete anos. [47] Um ano depois, ele largou a faculdade para começar a dirigir produções de televisão para a Universal. [48] Isso o tornou o diretor mais jovem a assinar um plano de longo prazo com um grande estúdio de Hollywood. [49] Spielberg voltou a Long Beach em 2002 para completar seu Bacharelado em Cinema e Mídia Eletrônica. [50]

Carreira

1969–1974: Entrada no cinema e na televisão

O primeiro trabalho profissional de Spielberg veio quando ele foi contratado para dirigir um dos segmentos do episódio piloto de Night Gallery de 1969 , escrito por Rod Serling e estrelado por Joan Crawford . [51] Crawford ficou "sem palavras e depois horrorizado" com a ideia de um jovem e inexperiente recém-chegado dirigindo-a. Spielberg tentou impressionar seus colegas com um trabalho de câmera sofisticado, mas os executivos ordenaram que ele filmasse rapidamente. Suas contribuições não foram bem recebidas, então Spielberg fez uma pequena pausa no estúdio. [52] No entanto, Crawford disse do diretor:

Quando comecei a trabalhar com Steven, entendi tudo. Ficou imediatamente óbvio para mim, e provavelmente para todos os outros, que aqui estava um jovem gênio. Achei que talvez mais experiência fosse importante, mas então pensei em todos aqueles diretores experientes que não tinham a inspiração intuitiva de Steven e que ficavam repetindo as mesmas velhas performances de rotina. Isso foi chamado de "experiência". Eu soube então que Steven Spielberg tinha um futuro brilhante pela frente. Hollywood nem sempre reconhece o talento, mas o de Steven não seria esquecido. Eu disse isso a ele em um bilhete que escrevi para ele. Também escrevi para Rod Serling. Fiquei muito grato por ele ter aprovado Steven como diretor. Eu disse a ele que ele estava totalmente certo. [53]

No início dos anos 1970, Spielberg tentou, sem sucesso, levantar fundos para seus próprios filmes de baixo orçamento. Ele passou a escrever roteiros com outros escritores e depois dirigir episódios para a televisão. Estes incluíram a série: Marcus Welby, MD , O Nome do Jogo (" LA 2017 "), Columbo , Owen Marshall, Conselheiro Jurídico e O Psiquiatra . [54] Embora insatisfeito com este trabalho, [55] Spielberg aproveitou a oportunidade para experimentar suas técnicas e aprender sobre a produção de filmes. O diretor obteve boas críticas e impressionou os produtores; ele estava ganhando uma renda estável e se mudou para Laurel Canyon , Los Angeles.[54]

Com base na força de seu trabalho, a Universal contratou Spielberg para fazer quatro filmes para a televisão. [56] O primeiro foi Duel (1971), adaptado do conto de Richard Matheson com o mesmo nome. É sobre um motorista de caminhão-tanque psicótico que persegue um vendedor aterrorizado ( Dennis Weaver ) por uma rodovia. Impressionados com o filme, os executivos decidiram promovê-lo na televisão. As críticas foram principalmente positivas, e a Universal pediu a Spielberg para filmar mais cenas para que Duel pudesse ser lançado nos mercados internacionais. [57] Vários filmes se seguiram logo depois: Something Evil (1972) e Savage(1973). Ambos os recursos receberam críticas mistas. [58]

Em 1974, Spielberg fez sua estreia em um filme teatral, The Sugarland Express , sobre um casal em fuga, desesperado para recuperar a custódia de seu bebê de pais adotivos. Baseado em uma história real, [59] o filme marcaria a primeira de muitas colaborações com o compositor John Williams; o diretor ficou impressionado com suas trilhas sonoras anteriores. [60] O filme estreou em quatrocentos cinemas nos Estados Unidos com críticas positivas, [61] e The Hollywood Reporter escreveu que "um novo diretor importante está no horizonte." [62] Embora o filme tenha sido homenageado como Melhor Roteiro no Festival de Cinema de Cannes de 1974 , não foi um sucesso comercial. [60] [63]Spielberg culpou o marketing inconsistente da Universal por seus fracos resultados de bilheteria . [61]

1975-1983: Revelação do filme

Spielberg e Chandran Rutnam no Sri Lanka durante as filmagens de Indiana Jones e o Templo da Perdição

Os produtores Richard D. Zanuck e David Brown se arriscaram com Spielberg e lhe deram a oportunidade de dirigir Jaws (1975), um thriller de terror baseado no romance de Peter Benchley de mesmo nome . No filme, um grande tubarão branco ataca os banhistas em uma cidade turística de verão , levando o chefe de polícia Martin Brody ( Roy Scheider ) a caçá-lo com a ajuda de um biólogo marinho ( Richard Dreyfuss) A filmagem provou ser um desafio; Spielberg quase se afogou e escapou de ser esmagado por barcos. O cronograma de filmagem ultrapassou em cem dias, e a Universal também ameaçou cancelar a produção. [64] Contra as expectativas, o filme foi um sucesso de crítica; Jaws ganhou três prêmios da Academia , na Melhor Montagem , Melhor Trilha Sonora Original Dramatic , e Melhor Som , e arrecadou mais de US $ 470 milhões no mundo inteiro. [65] Também estabeleceu o recorde doméstico de bilheteria, levando ao que a imprensa descreveu como "Jawsmania", [66] e tornando Spielberg um nome familiar. [67]Depois de assistir às técnicas de câmera pouco convencionais e descentradas de Tubarão , Alfred Hitchcock elogiou o "jovem Spielberg", por pensar fora da dinâmica visual do teatro, dizendo "Ele é o primeiro de nós que não vê o arco do proscênio ". [68]

Após o sucesso de Tubarão , o diretor recusou uma oferta para fazer sua sequência, Tubarão 2 . [69] Spielberg e Richard Dreyfuss voltaram a se reunir para trabalhar em um filme sobre OVNIs : Contatos Imediatos do Terceiro Grau (1977). Durante as filmagens, Spielberg usou filme de 65 mm para a melhor qualidade de imagem e um novo sistema de gravação de ação ao vivo para que as gravações pudessem ser duplicadas posteriormente. [70] [71] Um dos raros filmes escritos e dirigidos por ele mesmo, Close Encounters foi muito popular entre os cinéfilos, [72] e Spielberg recebeu seu primeiro Melhor Diretorindicação do Oscar. Ele também recebeu mais seis indicações, vencendo na categoria Melhor Fotografia e Melhor Edição de Efeitos Sonoros . [73] Uma versão de edição especial do filme, com cenas encurtadas e adicionadas recentemente, foi lançada nos cinemas em 1980. [74]

Seu próximo filme foi a comédia de ação de grande orçamento de 1979 , 1941 , sobre californianos se preparando para uma invasão japonesa após o ataque a Pearl Harbor . Spielberg tinha vergonha de fazer comédia, pois não tinha experiência anterior nisso. No entanto, ele estava interessado em lidar com um gênero alegre. [75] Universal e Columbia concordaram em co-financiar o filme. Após o lançamento, ele arrecadou mais de $ 92,4 milhões em todo o mundo, [76] mas a maioria dos críticos, incluindo os chefes dos estúdios, não gostou do filme. [75] Escrevendo para o Los Angeles Times , Charles Champlin descreveu 1941 como "o desperdício mais conspícuo desde o último grande derramamento de óleo, com o qual se parece um pouco". [77]Outro crítico escreveu " 1941 não é simplesmente um insulto tolo contra qualquer raça, sexo ou geração em particular - ele faz guerra contra toda a humanidade." [77]

Em seguida, Spielberg colaborou com o criador de Star Wars George Lucas em uma aventura de ação, Raiders of the Lost Ark (1981), o primeiro filme da franquia Indiana Jones . O personagem-título foi interpretado por Harrison Ford (a quem Lucas havia escalado anteriormente em seus filmes Star Wars como Han Solo ). Ford foi a primeira escolha de Spielberg para o papel. Filmado no Norte da África, a filmagem foi difícil, mas Spielberg disse que a experiência o ajudou com sua perspicácia para os negócios. [78] O filme foi um sucesso de bilheteria, [79]e ganhou cinco prêmios da Academia; Spielberg recebeu sua segunda indicação de Melhor Diretor e Melhor Filme. [80] Raiders of the Lost Ark foi considerado por Spielberg e Lucas como uma homenagem aos seriados dos anos 1930 e 1940 . [81] Spielberg começou a co-produzir filmes, incluindo Poltergeist de 1982 , [79] e dirigiu o segmento "Kick The Can" em The Twilight Zone . [82] Em um segmento anterior, Vic Morrow e dois atores infantis foram mortos em um acidente de helicóptero. Spielberg não estava dirigindo ou presente durante o incidente e foi inocentado de qualquer irregularidade pelo National Transportation Safety Board. [83]

Um ano depois, Spielberg voltou à ficção científica com ET the Extra-Terrestrial (1982). É a história de um menino ( Henry Thomas ) e do alienígena com quem ele faz amizade, que foi acidentalmente deixado para trás por seus companheiros e está tentando voltar para casa. Spielberg rodou o filme principalmente em sequência para manter as crianças espontâneas em direção ao clímax. ET estreou no Festival de Cinema de Cannes de 1982 com uma reação de êxtase; a produtora Kathleen Kennedy relembrou: "Você não conseguia ouvir o final do filme porque as pessoas ficavam de pé batendo os pés e gritando [...] Foi uma das experiências mais incríveis." [84] Uma exibição especial foi organizada para o presidente Reagane sua esposa Nancy, que estava emocionada no final do filme. [84] ET arrecadou $ 700 milhões em todo o mundo, e gerou uma variedade de mercadorias que eventualmente ganhariam até $ 1 bilhão. [84] O filme foi indicado a nove prêmios da Academia, ganhando os melhores efeitos sonoros, melhores efeitos especiais e melhor música . [85]

Seu próximo longa-metragem na direção foi A prequela dos Caçadores da Arca Perdida , Indiana Jones e o Templo da Perdição (1984). Trabalhando mais uma vez com George Lucas e Harrison Ford, o filme foi rodado nos Estados Unidos, Sri Lanka e China. [86] Este filme e Gremlins levaram à criação da classificação PG-13 porque parte do material não era adequado para crianças menores de 13 anos. [87] Temple of Doom foi classificado como PG-13 pela MPAA ; algumas cenas mostravam crianças trabalhando nas minas. [86] O diretor disse mais tarde que estava insatisfeito com o Templo da Perdição porque não teve seus "toques pessoais e amor". [88] No entanto, o filme foi um sucesso de bilheteria, [89] e ganhou um Oscar de Melhor Efeitos Especiais. [88] Foi neste projeto que Spielberg também conheceu sua futura esposa, a atriz Kate Capshaw , que interpretou Willie Scott no filme. [90]

1984-1990: Da produção à direção

Spielberg, março de 1990

Em 1984, Spielberg, Frank Marshall e Kathleen Kennedy fundaram a produtora Amblin Entertainment . [91] Entre 1984 e 1990, Spielberg atuou como produtor ou produtor executivo em dezenove filmes; [92] estes incluem: The Goonies , The Money Pit , Joe Versus the Volcano * , baterias não incluídas , Back to the Future , Cape Fear e Who Framed Roger Rabbit . [93] [94] [95] Em alguns filmes, como Harry and the Hendersons e Young Sherlock Holmes, o título "Steven Spielberg Presents" seria mostrado nos créditos de abertura. [96] Muito do trabalho de produção de Spielberg era voltado para crianças e adolescentes, incluindo desenhos animados como Tiny Toon Adventures , Animaniacs , Pinky and the Brain e Freakazoid! , E cão da família . [97] Spielberg também produziu as animações de Don Bluth , An American Tail e The Land Before Time . [94]

A partir de 1985, a NBC ofereceu a Spielberg um contrato de dois anos para uma série de televisão, Amazing Stories ; o show foi comercializado como uma mistura de The Twilight Zone e Alfred Hitchcock Presents . A NBC deu ao diretor total controle criativo e um orçamento de US $ 1 milhão para cada episódio. [98] Depois de duas temporadas e classificações decepcionantes, o show não foi renovado. [99] Embora o envolvimento de Spielberg como produtor variasse amplamente de projeto para projeto, [100] o diretor Robert Zemeckis disse que Spielberg sempre "respeitaria a visão do cineasta". [100]Ao longo dos anos, o histórico de Spielberg como produtor trouxe uma mistura de crítica e desempenho comercial. [100] Em 1992, Spielberg começou a reduzir a produção, dizendo "Produzir tem sido o aspecto menos gratificante do que fiz na última década." [101] Em 1994, ele obteve sucesso ao produzir o drama médico ER . [102]

No início de 1980, Spielberg fez amizade WarnerMedia CEO Steve Ross , que eventualmente resultou na diretor fazer filmes para a Warner Bros. [103] Em 1985, Spielberg dirigiu A Cor Púrpura , uma adaptação de Alice Walker 's Prêmio Pulitzer -winning romance de mesmo nome , sobre uma geração de mulheres afro-americanas com poder durante a era da depressão na América. Foi o primeiro filme do diretor sobre um tema sério; ele expressou reservas quanto a abordar o projeto: “É o risco de ser julgado - e acusado de não ter sensibilidade para fazer estudos de personagens”. [104] Estrelado por Whoopi Goldberg eOprah Winfrey , o filme foi um sucesso de bilheteria e os críticos começaram a levar a sério a investida de Spielberg no gênero dramático. [104] Roger Ebert avaliou-o como o melhor filme do ano. [105] O filme também recebeu onze indicações ao Oscar, e Spielberg ganhou o de Melhor Diretor do Director's Guild of America . [104]

Enquanto a China passava por uma reforma econômica e se abria para a indústria cinematográfica americana, Spielberg conseguiu filmar o primeiro filme americano em Xangai desde os anos 1930. [106] Empire of the Sun (1987), uma adaptação do romance autobiográfico de JG Ballard de mesmo nome , estrelado por John Malkovich e um jovem Christian Bale . [107] O filme conta a história de Jamie Graham (Bale), um jovem que deixa de viver em uma família britânica rica em Xangai para se tornar um prisioneiro de guerra em um campo de internamento japonês durante a Segunda Guerra Mundial. O consenso crítico foi misto no momento do lançamento; as críticas iam desde o enredo "exagerado" até a minimização de Spielberg sobre "doença e fome". [108] [109] No entanto, o crítico Andrew Sarris considerou -o o melhor filme do ano e mais tarde incluiu-o entre os melhores da década. [110] O filme foi indicado a seis Oscars, [111] mas foi uma decepção comercial nas bilheterias. [112] O New York Times achou que foi esquecido pelo público; [113] Spielberg lembrou que Empire of the Sun foi um de seus filmes mais divertidos de fazer. [112]

Depois desses dois filmes sérios, Spielberg pretendia dirigir a comédia Rain Man , mas, em vez disso, dirigiu o terceiro filme de Indiana Jones para cumprir suas obrigações contratuais: Indiana Jones and the Last Crusade (1989). [114] O produtor George Lucas e Harrison Ford voltaram para o filme. Spielberg fundido Sean Connery em um papel de apoio como Henry Jones, Sr . [112] Como resultado da reação mista a Temple of Doom de 1984 , o diretor atenuou a escuridão e a violência no terceiro filme. [115] Última Cruzadaganhou principalmente críticas respeitosas e foi um sucesso de bilheteria, ganhando $ 474 milhões; foi seu maior sucesso desde o ET de 1982 [116] O biógrafo Joseph McBride escreveu que foi um retorno para Spielberg, e o diretor reconheceu o quanto ele aprendeu fazendo todos os três filmes de Indiana Jones . [116]

Também em 1989, ele se reuniu com Richard Dreyfuss no drama romântico Always , sobre um piloto audacioso que extingue incêndios florestais. É um remake moderno de um dos filmes favoritos da infância de Spielberg, A Guy Named Joe , de 1943 . A história era pessoal para ele, e ele disse: "Quando criança, eu estava muito frustrado e talvez tenha visto meus próprios pais [em A Guy Named Joe] . Eu também estava com falta de namoradas. E ficou comigo". [117] Spielberg discutiu o filme com Dreyfuss em 1975, com até doze rascunhos sendo escritos antes do início das filmagens. [115] Sempre não teve sucesso comercial e recebeu críticas mistas. [118] [115] Janet Maslindo New York Times escreveu: " Sempre está repleto de grandes momentos sentimentais, falta a intimidade para tornar tudo isso muito comovente." [119]

1991-1998: Sucesso crítico e comercial

Spielberg recebendo o Leão de Ouro do cineasta italiano Gillo Pontecorvo no 50º Festival Internacional de Cinema de Veneza , 1993

Depois de um breve revés em que o diretor se sentiu "artisticamente paralisado", [120] ele voltou em 1991 com Hook , sobre um Peter Pan de meia-idade , interpretado por Robin Williams , que retorna a Neverland . Durante as filmagens, Williams, co-estrelas Dustin Hoffman e Julia Roberts entraram em confronto no set devido a suas personalidades; Spielberg disse ao programa 60 Minutes que nunca mais trabalharia com Roberts. [121] Indicado para cinco prêmios da Academia, o estúdio gostou do filme, mas a maioria dos críticos não, chamando-o de "inchado". [121] Escrevendo para o The Washington Post , Hal Hinsondescreveu o filme como "muito organizado industrialmente" e o considerou mundano. [122] Na bilheteria, arrecadou mais de $ 300 milhões em todo o mundo, com um orçamento de $ 70 milhões. [123] Em 1993, Spielberg atuou como produtor executivo da série de ficção científica da NBC seaQuest DSV ; [102] o show não foi um sucesso. [92]

Em 1993, Spielberg voltou para o gênero aventura com Jurassic Park , com base no 1990 romance de mesmo nome de Michael Crichton , e um roteiro por este último e David Koepp . Jurassic Park está situado em uma ilha fictícia perto da Costa Rica , onde uma equipe de cientistas genéticos criou um parque de vida selvagem de dinossauros extintos . Afastando-se de sua ordem usual de planejamento, Spielberg e os designers criaram um storyboard de certas sequências do romance desde o início. [124] O filme também usou imagens geradas por computador fornecidas porIndustrial Light & Magic ; Jurassic Park foi concluído a tempo e se tornou o filme de maior bilheteria da época, ganhando três Oscars. [125] O domínio do filme durante sua exibição teatral, bem como o salário de US $ 250 milhões de Spielberg, fizeram com que o diretor ficasse consciente de seu próprio sucesso. [126]

Também em 1993, Spielberg dirigiu Lista de Schindler , sobre Oskar Schindler , um homem que arriscou a vida para salvar 1.100 judeus do Holocausto. [127] Based on Arca de Schindler pela Australian romancista Thomas Keneally , Spielberg esperou dez anos para fazer o filme como ele não se sentia "maduro" o suficiente. [128] Ele queria abraçar sua herança, [129] [130] e após o nascimento de seu filho, Max, ele disse que "isso me afetou muito [...] Um espírito começou a se acender em mim, e eu me tornei um pai judeu ". [131] As filmagens começaram em 1º de março de 1993 na Polônia, enquanto Spielberg ainda estava editando Jurassic Parkà noite. [132] Para tornar as filmagens "suportáveis", o diretor trouxe sua esposa e filhos com ele. [133] Enquanto a Lista de Schindler foi elogiada pela maioria dos críticos, alguns críticos, incluindo o cineasta Claude Lanzmann , criticaram o filme por sua representação fraca do Holocausto. [134] Imre Kertész , um autor húngaro e sobrevivente do campo de concentração , chamado de kitsch da Lista de Schindler , dizendo "Considero kitsch qualquer representação do Holocausto que seja incapaz de compreender ou não queira compreender a conexão orgânica entre nosso próprio modo de vida deformado e a própria possibilidade do Holocausto. " [135]Contra as expectativas, o filme foi um sucesso comercial, e Spielberg usou sua porcentagem dos lucros para iniciar a Fundação Shoah , uma organização sem fins lucrativos que arquiva testemunhos de sobreviventes do Holocausto. [136] A Lista de Schindler ganhou sete Oscars, incluindo o de Melhor Filme, e o primeiro de Spielberg como Melhor Diretor. [137] Ele também ganhou sete BAFTAs e três Globos de Ouro . [138] [139] De acordo com o American Film Institute , Schindler's List é um dos 100 melhores filmes americanos já feitos. [140]

Spielberg falando no Pentágono em 11 de agosto de 1999 após receber a Medalha do Departamento de Defesa por Distinção em Serviço Público

Em 1994, Spielberg fez uma pausa na direção para passar mais tempo com sua família e montou seu novo estúdio cinematográfico, DreamWorks , com Jeffrey Katzenberg e David Geffen . [141] [136] Spielberg citou um controle mais criativo e melhorias na distribuição como as principais razões para fundar seu próprio estúdio; [142] ele e seus sócios se compararam aos fundadores da United Artists em 1919. [143] Os investidores da DreamWorks incluíam os fundadores da Microsoft, Paul Allen e Bill Gates . [144]Depois de fundar a DreamWorks, Spielberg continuou a operar a Amblin Entertainment e a dirigir filmes para outros estúdios. [145] Além do filme, o diretor ajudou a projetar uma atração temática de Jurassic Park no Universal Orlando, na Flórida. [146] A carga de trabalho de filmagem e operação de um estúdio levantou questões sobre seus compromissos, mas Spielberg afirmou que "tudo isso se encaixa perfeitamente na minha vida e ainda estou em casa às seis e ainda estou em casa nos fins de semana." [147]

Após seu hiato, ele voltou a dirigir com uma sequência de Jurassic Park: The Lost World: Jurassic Park (1997) . Uma adaptação do romance de Michael Crichton, The Lost World , o enredo segue o matemático Ian Malcolm ( Jeff Goldblum ) e seus pesquisadores que estudam dinossauros em uma ilha de Jurassic Park e são confrontados por outra equipe com uma agenda diferente. Desta vez, Spielberg queria que as criaturas na tela fossem mais realistas do que no primeiro filme; ele usou storyboards em 3D, imagens de computador e fantoches robóticos. [148] Orçado em $ 73 milhões, [149] The Lost World: Jurassic Park foi inaugurado em maio de 1997 e foi um dos que mais arrecadoufilmes do ano . [150] O crítico do Village Voice opinou que The Lost World foi "melhor elaborado, mas menos divertido" que o primeiro filme, enquanto o The Guardian escreveu "Parece um diretor no piloto automático [...] Os efeitos especiais não admitem discussão." [150]

Seu longa-metragem de 1997, Amistad , seu primeiro lançado pela DreamWorks, foi baseado na história verídica dos eventos de 1839 a bordo do navio negreiro La Amistad . A produtora Debbie Allen , que havia lido o livro Amistad I em 1978, achou que Spielberg seria perfeito para dirigir. [151] Spielberg hesitou em assumir o projeto, com medo de que fosse comparado à Lista de Schindler , mas disse: "Nunca planejei minha carreira [...] No final, faço o que acho que devo fazer. " [151] Estrelado por Morgan Freeman , Anthony Hopkins , Djimon Hounsou e Matthew McConaughey, o diretor usou os dez anos de pesquisa de Allen para reconstituir as difíceis cenas históricas. [149] [152] O filme teve dificuldade em encontrar um público e teve um desempenho inferior nas bilheterias; [153] Spielberg admitiu que "[ Amistad ] se tornou uma lição de história demais." [154]

O lançamento do diretor em 1998 foi o épico da Segunda Guerra Mundial Saving Private Ryan , sobre um grupo de soldados americanos liderados pelo Capitão Miller ( Tom Hanks ) enviado para trazer para casa um pára - quedista cujos três irmãos mais velhos foram mortos nas mesmas vinte e quatro horas após o desembarque na Normandia . As filmagens aconteceram na Inglaterra, e a US Marine Dale Dye foi contratada para treinar os atores e mantê-los no personagem durante as cenas de combate. No meio das filmagens, Spielberg lembrou ao elenco que eles estavam fazendo uma homenagem para agradecer "seus avós e meu pai, que lutou na [guerra]". [155] Após o lançamento, os críticos elogiaram a direção e seu retrato realista da guerra.[156] O filme arrecadou um sucesso de $ 481 milhões em todo o mundo, [157] e Spielberg ganhou um segundo Oscar de Melhor Diretor. [158] Em agosto de 1999, Spielberg e Hanks foram condecorados com a Medalha de Distinção de Serviço Público do Secretário de Defesa William S. Cohen . [155] [159]

1999–2007: Trabalho de direção adicional

Em 2001, Spielberg e Tom Hanks produziram Band of Brothers , uma minissérie baseada no livro de mesmo nome de Stephen Ambrose . [158] A série de dez partes da HBO segue a Easy Company do 506º Regimento de Infantaria de Pára-quedistas da 101ª Divisão Aerotransportada . A série ganhou um Globo de Ouro de Melhor Minissérie . [160] Também naquele ano, Spielberg voltou ao cinema com AI Artificial Intelligence , uma adaptação do conto de 1969 " Supertoys Last All Summer Long ", de Brian Aldiss . Cineasta Stanley Kubrickpediu pela primeira vez a Spielberg para dirigir o filme em 1979. Spielberg tentou fazê-lo no estilo que Kubrick teria feito, [161] com resultados mistos de acordo com alguns críticos. [162] A trama gira em torno de um andróide chamado David ( Haley Joel Osment ), que quer ser um menino de verdade. Os críticos pensaram que Spielberg dirigiu com "sentimentalismo", [163] e Roger Ebert escreveu: "Este é um dos filmes mais ambiciosos dos últimos anos [...] mas ele comete um erro de cálculo ao nos pedir para investir nossas emoções em um personagem, uma máquina . " [164] O filme ganhou cinco prêmios Saturn , [163] e arrecadou $ 236 milhões em todo o mundo. [165]

Spielberg com Bill Clinton, 2009

Spielberg e Tom Cruise colaboraram para o futurístico neo-noir Minority Report (2002), baseado no conto de Philip K. Dick , sobre um grupo de investigadores que tenta prevenir crimes antes que sejam cometidos. O filme foi aclamado pela crítica. Roger Ebert elegeu Minority Report como o melhor filme de 2002 e elogiou sua visão do futuro. [166] No entanto, o crítico Todd McCarthy achou que não havia ação suficiente. [167] O filme arrecadou mais de $ 358 milhões em todo o mundo. [168] O próximo longa-metragem do diretor de 2002, Catch Me If You Cané sobre as aventuras de um jovem vigarista (interpretado por Leonardo DiCaprio ). Christopher Walken e Tom Hanks também estrelam. É ambientado na década de 1960; Spielberg disse: "Sempre adoro filmes sobre vigaristas sensacionais - eles infringem a lei, mas você só precisa amá-los pela ousadia". [169] No 75º Oscar , Walken e John Williams foram indicados para Melhor Ator Coadjuvante e Melhor Trilha Sonora Original , respectivamente. [170] O filme foi um sucesso comercial e de crítica. [171]

O diretor trabalhou com Tom Hanks novamente, junto com Catherine Zeta-Jones e Stanley Tucci em The Terminal , de 2004 , uma comédia alegre sobre um homem do Leste Europeu preso em um aeroporto. Embora O Terminal tenha sido elogiado por seu design de produção, o filme recebeu críticas mistas, mas foi um sucesso comercial. [172] Em 2005, Spielberg dirigiu uma adaptação moderna de War of the Worlds , uma co-produção da Paramount e DreamWorks, baseada no livro de HG Wells de mesmo nome; Spielberg era fã do livro e do filme de 1953. [173] Estrelado por Tom Cruise e Dakota Fanning, o filme segue um estivador americano que é forçado a cuidar de seus filhos, dos quais vive separado, enquanto luta para protegê-los e reuni-los à mãe quando extraterrestres invadem a Terra. O diretor usou storyboards para ajudar os atores a reagir a imagens de computador que eles não podiam ver, e usou iluminação natural e trabalho de câmera para evitar um filme de ficção científica "superestilizado". [174] Após o lançamento, o filme foi um sucesso de bilheteria, arrecadando mais de $ 600 milhões em todo o mundo. [175]

Munique de Spielberg (2005), é sobre onze atletas israelenses que foram sequestrados e assassinados no massacre de 1972 em Munique . O filme é baseado em Vengeance , livro do jornalista canadense George Jonas . [176] Foi anteriormente adaptado para a tela no filme de televisão de 1986, Sword of Gideon . Spielberg, que se lembra pessoalmente do incidente, procurou conselho do ex-presidente Bill Clinton , entre outros, antes de fazer o filme, porque ele não queria causar mais problemas no Oriente Médio. [176] Embora o filme tenha recebido críticas positivas, alguns críticos o perceberam como anti-semita; [177]é um dos filmes mais polêmicos de Spielberg até hoje. [178] Munique recebeu cinco indicações ao Oscar: Melhor Filme, Melhor Montagem, Melhor Trilha Sonora , Melhor Roteiro Adaptado e Melhor Diretor por Spielberg. Foi sua sexta indicação de Melhor Diretor e a quinta de Melhor Filme. [179] [180]

Em meados dos anos 2000, Spielberg reduziu sua carreira de diretor e tornou-se seletivo quanto aos projetos de cinema a realizar. [181] Em dezembro de 2005, Spielberg e seus parceiros venderam a DreamWorks para o conglomerado de mídia Viacom (agora conhecido como ViacomCBS ). A venda foi finalizada em fevereiro de 2006. [180] Em junho de 2006, Spielberg planejou fazer Interstellar , mas abandonou o projeto, que foi dirigido por Christopher Nolan . [182] Durante este tempo, Spielberg permaneceu ativo como produtor; ele produziu Memórias de uma Gueixa de 2005 , uma adaptação do romance de Arthur Golden . [183] Spielberg eRobert Zemeckis co-produziu Monster House (2006), marcando sua oitava colaboração. Ele também trabalhou com Clint Eastwood pela primeira vez, co-produzindo Flags of Our Fathers , de 2006 , e Letters from Iwo Jima , com Robert Lorenz . Spielberg foi produtor executivo de Disturbia , de 2007 , e da série de filmes Transformers . [183] No mesmo ano, Spielberg e Mark Burnett co-produziram On the Lot , um reality show e competição sobre cinema. [180]

2008–2015: Retornar ao filme

Spielberg voltou à série Indiana Jones em 2008 com a quarta parcela intitulada Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal . Lançado dezenove anos após a Última Cruzada , o filme se passa em 1957, colocando Indiana Jones ( Harrison Ford ) contra agentes soviéticos liderados por Irina Spalko ( Cate Blanchett ), em busca de uma caveira de cristal telepática . A fotografia principal foi concluída em outubro de 2007, e o filme foi lançado em 22 de maio de 2008. [184] [185] Este foi seu primeiro filme não lançado pela DreamWorks desde 1997. [186]O filme recebeu críticas geralmente favoráveis ​​da crítica, mas alguns fãs ficaram desapontados com a introdução de vida alienígena, que não era característica dos filmes anteriores. [187] [181] Escrevendo para The Age , Tom Ryan elogiou Spielberg e George Lucas por seu cenário realista dos anos 1950 - "A energia em exibição é impressionante". [188] Foi um sucesso de bilheteria, arrecadando $ 790 milhões em todo o mundo. [189]

Spielberg em sua masterclass na Cinémathèque Française em janeiro de 2012

No início de 2009, Spielberg rodou o primeiro filme de uma trilogia planejada de filmes de captura de movimento baseada em As Aventuras de Tintin , escrita pelo artista belga Hergé . [190] As Aventuras de Tintim: O Segredo do Unicórnio , foi co-produzido por Peter Jackson e lançado em 2011; foi inteiramente animado por computador. [191] Ele estreou em 22 de outubro em Bruxelas , Bélgica. [192] O filme foi lançado nos cinemas norte-americanos em 21 de dezembro, em Digital 3D e IMAX . [193] Recebeu críticas geralmente positivas dos críticos, [194]e arrecadou mais de $ 373 milhões em todo o mundo. [195] The Adventures of Tintin ganhou o prêmio de Melhor Animação no 69º Globo de Ouro . [196] Foi o primeiro filme não pertencente à Pixar a ganhar o prêmio desde que a categoria foi introduzida. [197] [198]

Spielberg deu sequência a War Horse , filmado na Inglaterra no verão de 2010. [199] Foi lançado quatro dias depois de The Adventures of Tintin , em 25 de dezembro de 2011. O filme é baseado no romance homônimo de Michael Morpurgo , publicado em 1982, e segue a longa amizade entre um garoto britânico e seu cavalo Joey antes e durante a Primeira Guerra Mundial . [200] Distribuído pela Walt Disney Studios , com quem a DreamWorks fez um acordo de distribuição em 2009, War Horse foi o primeiro de quatro filmes consecutivos de Spielberg lançados pela Disney. War Horse teve uma resposta aclamada dos críticos,[200] e foi nomeado para seis Oscars , incluindo Melhor Filme. [201] Em sua crítica para arevista Salon , Andrew O'Hehir escreveu: "neste ponto de sua carreira, Spielberg está perseguindo objetivos pessoais, e tudo o que é fantástico, excessivamente plano e fofo sobre o Cavalo de Guerra reflete isso". [202]

Spielberg voltou ao tema da Segunda Guerra Mundial, co-produzindo a minissérie de 2010 The Pacific , com Tom Hanks e Gary Goetzman . A minissérie é centrada nas batalhas do Pacific Theatre . [203] No ano seguinte, Spielberg co-criou Falling Skies , uma série de ficção científica na rede TNT , com Robert Rodat . [204] Spielberg também produziu a série 2011 da Fox , Terra Nova . Terra Novacomeça no ano de 2149, quando toda a vida no planeta Terra está ameaçada de extinção, resultando em cientistas abrindo uma porta que permite às pessoas viajar de volta 85 milhões de anos aos tempos pré-históricos. [205] [206] No mesmo ano, ele produziu o thriller de JJ Abrams , Super 8 . [207]

Spielberg dirigiu o drama histórico Lincoln (2012), estrelado por Daniel Day-Lewis como o presidente Abraham Lincoln , e Sally Field como Mary Todd Lincoln . [208] Baseado no livro de Doris Kearns Goodwin , Team of Rivals: O Gênio Político de Abraham Lincoln , o filme descreve os quatro meses finais da vida de Lincoln. Escrito por Tony Kushner , o filme foi rodado em Richmond, Virgínia, no final de 2011, [209] e foi lançado nos Estados Unidos em novembro de 2012. [210] Lincoln foi aclamado, arrecadou mais de $ 250 milhões em todo o mundo, [191]e foi indicado a doze Oscars, incluindo Melhor Filme e Melhor Diretor. [211] Ele ganhou o de Melhor Desenho de Produção , e Day-Lewis ganhou o de Melhor Ator por sua interpretação de Lincoln. [200] O crítico do The Irish Times elogiou a direção: "Contra todas as probabilidades, Spielberg faz algo genuinamente excitante com a bajulação nos bastidores." [212]

Foi anunciado em 2 de maio de 2013 que Spielberg dirigiria American Sniper , [213] mas ele deixou o projeto antes do início da produção. [214] Em vez disso, ele dirigiu Bridge of Spies de 2015 , um thriller da Guerra Fria baseado no incidente do U-2 em 1960 , e focado nas negociações de James B. Donovan com os soviéticos para a libertação do piloto Gary Powers depois que sua aeronave foi baleada sobre o território soviético. O roteiro era dos irmãos Coen , e o filme era estrelado por Tom Hanks como Donovan, além de Mark Rylance , Amy Ryan e Alan Alda .[215] Foi filmado no outono de 2014 na cidade de Nova York, Berlim e Wroclaw , e foi lançado em 16 de outubro. [216] [217] Bridge of Spies foi popular entre os críticos, [218] e foi nomeado para seis Academy Prêmios, incluindo Melhor Filme; Rylance ganhou o prêmio de Melhor Ator Coadjuvante , tornando-se o segundo ator a vencer por uma atuação dirigida por Spielberg. [219]

2016 – presente

Em 2016, Spielberg fez A BFG , uma adaptação de Roald Dahl 's livro infantil , estrelado por newcomer Rubi Barnhill , e Rylance como o titular Big Friendly Giant. DreamWorks comprou os direitos em 2010, e John Madden tinha a intenção de dirigir. [220] O filme foi o último a ser escrito pela roteirista do ET Melissa Mathison antes de sua morte. [221] Foi co-produzido e lançado pela Walt Disney Pictures , marcando o primeiro filme da marca Disney a ser dirigido por Spielberg. O BFG estreou como uma entrada fora da competição no2016 Cannes Film Festival,[222][223] and received a wide release in the U.S. on July 1, 2016.[215] The BFG welcomed fair reviews; Michael Phillips of Chicago Tribune compared certain scenes to the works of earlier filmmakers,[224] while Toronto Sun's Liz Braun thought that there were "moments of wonder and delight [...] but not nearly enough".[225]

Spielberg promoting Ready Player One (2018) in Japan

Um ano depois, Spielberg dirigiu The Post , um relato sobre a impressão dos documentos do Pentágono pelo The Washington Post . [226] Estrelado por Tom Hanks e Meryl Streep , a produção começou em Nova York em 30 de maio de 2017. [227] Spielberg declarou sua atração pelo projeto: "Quando li o primeiro rascunho do roteiro, isso não era algo que pudesse espere três ou dois anos - esta foi uma história que senti que precisávamos contar hoje. " [228] O filme recebeu um grande lançamento em 12 de janeiro de 2018. [229] The Post teve uma recepção positiva; o crítico da Associated Press pensou "Spielberg infunde tensão, vida e a grandeza do comum em cada cena que ele sempre foi tão bom em transmitir." [230] Em 2017, Spielberg e outros cineastas foram apresentados na série de documentários da Netflix Five Came Back , que discutiu as contribuições dos diretores Frank Capra , John Ford , John Huston , George Stevens e William Wyler , sobre seus trabalhos relacionados à guerra. Spielberg também foi produtor executivo. [231]

Spielberg dirigiu a ficção científica Ready Player One de 2018 , adaptada do romance homônimo de Ernest Cline . É estrelado por Tye Sheridan , Olivia Cooke , Ben Mendelsohn , Lena Waithe , TJ Miller , Simon Pegg e Mark Rylance. A trama se passa em 2045, quando grande parte da humanidade usa a realidade virtual para escapar do mundo real. Ready Player One começou a produção em julho de 2016, [232] e seria lançado pela Warner Bros. em 15 de dezembro de 2017, [233] [234]mas foi movido para março de 2018 para evitar a competição com Star Wars: The Last Jedi . [235] Ele estreou no festival de cinema South by Southwest de 2018 . [236] Vários críticos gostaram das cenas de ação, mas acharam que o filme era muito longo e abusou da nostalgia dos anos 1980. [237] [238] Em 2019, Spielberg filmou West Side Story , uma nova adaptação do musical de mesmo nome . [239] O escritor Tony Kushner afirmou em julho de 2017 que estava adaptando o livro do show para Spielberg, embora a pontuação permanecesse inalterada, assim como o cenário do final dos anos 1950. [240]O filme estava programado para ser lançado em dezembro de 2020, que foi adiado para dezembro de 2021, devido à pandemia de COVID-19 . [241]

Spielberg tinha planejado para dirigir a quinta parcela do Indiana Jones série . O filme é estrelado por Harrison Ford e será produzido por Kathleen Kennedy e Frank Marshall . Em 2016, foi anunciado que seria escrito por David Koepp , [242] com um lançamento pela Disney em 19 de julho de 2019. [243] Após uma mudança nas datas de filmagem e lançamento, [244] [245] foi adiado novamente quando Jonathan Kasdan foi anunciado como o novo roteirista do filme. [246] Logo depois, uma nova data de lançamento, 9 de julho de 2021, foi anunciada. [247] Em maio de 2019, Dan Fogelmanfoi contratado para escrever um novo roteiro, e a história de Kasdan, focada no trem do ouro nazista , não seria usada. [248] Em fevereiro de 2020, foi relatado que Spielberg havia deixado o papel de diretor e seria substituído por James Mangold . No entanto, Spielberg expressou que permaneceria como um produtor "prático" para o filme. [249] [250] Em abril de 2020, foi anunciado que o lançamento do filme foi novamente adiado para 29 de julho de 2022, pois a pandemia COVID-19 continuava a fazer com que os cinemas permanecessem fechados. [251] O filme começou a ser produzido no Reino Unido em junho de 2021. [252]

Spielberg está atualmente dirigindo The Fabelmans , um relato ficcional de sua própria infância, que escreveu com Tony Kushner . [253] Gabriel LaBelle interpreta um personagem inspirado por Spielberg, enquanto Michelle Williams interpreta a mãe do personagem, Paul Dano interpreta seu pai e Seth Rogen interpreta seu tio favorito. [254] As filmagens começaram em Los Angeles em julho de 2021. [255]

Em 21 de junho de 2021, foi anunciado que a Amblin Entertainment de Spielberg assinou um contrato com a Netflix para lançar vários novos filmes para o serviço de streaming . Segundo o acordo, Amblin deve produzir pelo menos dois filmes por ano para a Netflix por um número não especificado de anos. É possível que Spielberg até mesmo dirija alguns dos projetos. [256]

Projetos em perspectiva

Em maio de 2009, Spielberg comprou os direitos da história de vida de Martin Luther King Jr. , com a intenção de se envolver como produtor e diretor. [257] No entanto, a compra foi feita da propriedade King, liderada pelo filho Dexter , enquanto os outros dois filhos sobreviventes, o reverendo Berenice e Martin III , imediatamente ameaçaram com um processo, não tendo dado sua aprovação ao projeto. [258] Em 2015, Spielberg foi contratado para dirigir uma adaptação das memórias da fotojornalista americana Lynsey Addario , It's What I Do, com Jennifer Lawrence no papel principal. [259]Em abril de 2018, foi anunciado que Spielberg dirigiria uma adaptação cinematográfica da série de quadrinhos Blackhawk . A Warner Bros. distribuirá o filme, com David Koepp escrevendo o roteiro. [260]

Em janeiro de 2013, a HBO confirmou que estava desenvolvendo uma terceira minissérie da Segunda Guerra Mundial baseada no livro Masters of the Air de Donald L. Miller com Spielberg e Tom Hanks. [261] NME relatou em março de 2017 que a produção estava progredindo sob o título provisório The Mighty Eighth . [262] Em março de 2013, Spielberg anunciou que estava desenvolvendo uma minissérie baseada na vida de Napoleão . [263] Em maio de 2016, foi anunciado que Cary Fukunaga estava em negociações para dirigir a minissérie para a HBO, a partir de um roteiro de David Lelandcom base em extensos materiais de pesquisa acumulados por Stanley Kubrick ao longo dos anos. [264]

Spielberg foi escalado para produzir Cortes , uma minissérie histórica escrita por Steven Zaillian sobre a conquista espanhola do império asteca e a relação de Hernán Cortés com o governante asteca Montezuma . [265] O roteiro foi baseado em um anterior de 1965 pelo vencedor do Oscar Dalton Trumbo . [266] Javier Bardem desempenharia o papel principal do explorador Hernán Cortés. Spielberg foi previamente contratado para dirigir o projeto como um longa-metragem. [267]

Spielberg planejava filmar uma adaptação de US $ 200 milhões do romance Robopocalypse de Daniel H. Wilson , adaptado para as telas por Drew Goddard . [268] Como Lincoln , seria lançado pela Disney nos Estados Unidos e pela Fox no exterior. [269] Spielberg adiou a produção indefinidamente em janeiro de 2013. [270] Em março de 2018, foi anunciado que o filme seria dirigido por Michael Bay . [271]

Spielberg foi escalado para filmar uma adaptação de The Kidnapping of Edgardo Mortara, de David Kertzer , no início de 2017, para lançamento no final daquele ano, [272] mas a produção foi adiada. Foi anunciado pela primeira vez em 2014, com Tony Kushner adaptando o livro para as telas. [273] Mark Rylance, em sua quarta colaboração com Spielberg, foi anunciado para estrelar o papel do Papa Pio IX . Spielberg viu mais de 2.000 crianças fazerem o papel de Edgardo Mortara. [274]

Outros empreendimentos

The director has been an avid gamer since 1974; in 2005, Spielberg collaborated with Electronic Arts (EA) on several games including one for the Wii called Boom Blox, and its sequel Boom Blox Bash Party).[275][276] He is also the creator of EA's Medal of Honor series.[277] In 1996, Spielberg helped create and design of LucasArts' adventure game The Dig.[97] He also collaborated with software publishers Knowledge Adventure on the game Steven Spielberg's Director's Chair, which was released in 1996; Spielberg appears in the game to direct the player.[278]

Spielberg played many of LucasArts adventure games, including the first Monkey Island games.[279][280] He owns a Wii, a PlayStation 3, a PSP, and an Xbox 360, and enjoys playing first-person shooters such as the Medal of Honor series and Call of Duty 4: Modern Warfare. He dislikes the use of cutscenes in games, and thinks that natural storytelling is a challenge for game developers.[281]

Filmmaking

Influences

Spielberg has cited Frank Capra's It's A Wonderful Life (1946) as an influence on "family, community and suburbia".[282] He enjoyed the work of Alfred Hitchcock,[33][283] David Lean,[284] John Ford, Stanley Kubrick and John Frankenheimer.[285][286] In college, he was inspired by foreign films directed by Ingmar Bergman, Jacques Tati and François Truffaut. Truffaut was one of his favorite directors.[287] Spencer Tracytambém influenciou os personagens dos filmes de Spielberg, [288] assim como a série The Twilight Zone . [51]

Método e temas

Spielberg often uses storyboards to visualize the sequences, with the exceptions being in E.T. and The Color Purple.[289][290] After the experience of filming Jaws, the director learned to leave special effect scenes until last, and exclude the media from filming locations.[291] Spielberg prefers to shoot quickly, with large amounts of coverage (from single-shot to multi-shot setups), so that he will have many options in the editing room.[292] From the beginning of his career, Spielberg's shooting style consisted of extreme high and low camera angles, long takes, and handheld cameras.[293] The director also favors the use of wide-angle lens for creating depth,[294] and by the time he was making Minority Report, Spielberg was more confident with elaborate camera movements.[295]

In an interview with The Tech in 2015, Spielberg described how he chooses the film projects he would work on:

[Sometimes], a story speaks to me, even if it doesn't speak to any of my collaborators or any of my partners, who look at me and scratch their heads and say, 'Gee, are you sure you wanna get into that trench for a year and a half?' I love people challenging me that way because it's a real test about my own convictions and [whether] I can be the standing man of my own life and take a stand on a subject that may not be popular, but that I would be proud to add to the body of my work. That's pretty much the litmus test that gets me to say, 'Yeah, I'll direct that one.'[296]

Spielberg's films contain many similar themes throughout his work. One of his most pertinent themes revolves around "ordinary people in extraordinary circumstances."[285][297] The ordinary people often have limitations, but they succeed in becoming a "hero".[297] A consistent theme in his family-friendly work is a childlike sense of wonder and faith, and "the goodness in humanity will prevail."[297] He has also explored the importance of childhood, loss of innocence, and the need for parental figures.[298] In exploring the parent-child relationship, there is usually a flawed or irresponsible father figure. This theme personally resonates with the director's childhood.[299] Exploring extraterrestrial life is another aspect to his work. Spielberg described himself as like an "alien" during childhood,[300] and this interest came from his father, a science fiction fan.[301]

Collaborators

Janusz Kamiński has served as a cinematographer on 19 of Spielberg's films.[302] As Spielberg's career evolved from action to drama films, he and Kamiński adopted more handheld camerawork, as evidenced in Schindler's List and Amistad.[303][304] Michael Kahn has edited all of Spielberg's films, except for one, since the 1970s. The director has also worked consistently with production designer Rick Carter, and writer David Koepp. Producer Kathleen Kennedy is one of the director's longest serving collaborators.[305] Spielberg also displays loyalty to his actors, casting them repeatedly including: Harrison Ford, Mark Rylance, Richard Dreyfuss, Tom Cruise, Jeff Goldblum and Tom Hanks.[306][307][308]

John Williams

The Sugarland Express began Spielberg's long-time partnership with composer John Williams,[309] who would return to compose all but five of Spielberg's feature films (the exceptions are Twilight Zone: The Movie, The Color Purple, Bridge of Spies, Ready Player One and West Side Story). Williams won three of his five Academy Awards for his work on Spielberg's films (Jaws, E.T. the Extra-Terrestrial, and Schindler's List). While making Schindler's List, o diretor abordou Williams sobre a composição da trilha sonora. Depois de ver um corte bruto e não editado, Williams ficou impressionado e disse que compor seria muito desafiador. Ele disse a Spielberg: "Você precisa de um compositor melhor do que eu para este filme". Spielberg respondeu: "Eu sei. Mas eles estão todos mortos!" [310] Em 2016, Spielberg presenteou Williams com o 44º Prêmio AFI Life Achievement , o primeiro a ser concedido a um compositor. [311]

Vida pessoal

Spielberg met actress Amy Irving in 1976 when she auditioned for Close Encounters of the Third Kind. After meeting her, Spielberg told his co-producer Julia Phillips, "I met a real heartbreaker last night."[312] Although she was too young for the role, she and Spielberg began dating and she eventually moved into what she described as his "bachelor funky" house.[313] They broke up in 1979.[88] In 1984, they renewed their romance and married in November 1985. Their son, Max, had been born on June 13 of that year.[314] In 1989, the couple divorced; they agreed to live near each other to share custody of their son.[116]O acordo de divórcio deles é um dos mais caros da história . [315] [88] Spielberg foi diagnosticado com dislexia aos 60 anos. [316] [317]

Spielberg met actress Kate Capshaw when he cast her in Indiana Jones and the Temple of Doom. They married on October 12, 1991; Capshaw converted to Judaism before their marriage.[318][319] Spielberg said he rediscovered "the honor of being a Jew" when they married.[320] He said, "Kate is Protestant and she insisted on converting to Judaism. She spent a year studying, did the "mikveh," the whole thing. She chose to do a full conversion before we were married in 1991, and she married me after becoming a Jew. I think that, more than anything else, brought me back to Judaism."[320]Ele credita a ela o nível de observância da família; [321] "Esta deusa shiksa me tornou um judeu melhor do que meus próprios pais", disse ele. [322] Ele e sua família vivem em Pacific Palisades, Califórnia , [323] e East Hampton, Nova York . [324]

He has seven children: Jessica Capshaw (born August 9, 1976), Max Samuel Spielberg (born June 13, 1985), Sasha Rebecca Spielberg (born May 14, 1990), Sawyer Avery Spielberg (born March 10, 1992),[325] and Destry Allyn Spielberg (born December 1, 1996). He has two adopted children: Theo Spielberg (born August 21, 1988),[326] and Mikaela George (born February 28, 1996).[86]

In 1997, a man named Jonathan Norman stalked and attempted to enter Spielberg's home; Norman was jailed for 25 years.[327][328] In 2001, Spielberg was stalked by conspiracy theorist and former social worker Diana Napolis. She accused him, and actress Jennifer Love Hewitt, of installing a mind-control device in her brain, and being part of a satanic cult.[329] Napolis was committed to a mental institution, and plead guilty to stalking. She was released on probation with a condition that she have no contact with either Spielberg or Hewitt.[330][331]

In 2013, Spielberg purchased the 282-foot (86 m) mega-yacht The Seven Seas for US$182 million. He has put it up for sale and has made it available for charter. At US$1.2 million per month, it is one of the most expensive charters on the market. He has ordered a new 300-foot (91 m) yacht at a reported US$250 million.[332][333]

Political views

Spielberg has usually supported U.S. Democratic Party candidates. He has donated over $800,000 to the Democratic party and its nominees. He has been a close friend of former President Bill Clinton and worked with the President for the USA Millennium celebrations. He directed an 18-minute film for the project, scored by John Williams and entitled The American Journey. It was shown at America's Millennium Gala on December 31, 1999, in the National Mall at the Reflecting Pool at the base of the Lincoln Memorial in Washington, D.C.[334] Spielberg endorsed Hillary Clinton in the Eleição presidencial de 2016 ; ele doou US $ 1 milhão para a Priorities USA Action . [335]

O Secretário de Defesa William S. Cohen escolta Spielberg através de um cordão de honra militar até o Pentágono

Spielberg resigned as a member of the national advisory board of the Boy Scouts of America in 2001 because he disagreed with the organization's anti-homosexuality stance.[336][337] In 2007, the Arab League voted to boycott Spielberg's movies after he donated $1 million for relief efforts in Israel during the 2006 Lebanon War.[338][339] On February 20, 2007, Spielberg, Jeffrey Katzenberg, and David Geffen invited Democrats to a fundraiser for Barack Obama.[340]

In February 2008, Spielberg resigned as advisor to the 2008 Summer Olympics in response to the Chinese government's inaction over the War in Darfur.[341] Spielberg said in a statement, "I find that my conscience will not allow me to continue business as usual [...] Sudan's government bears the bulk of the responsibility for these on-going crimes, but the international community, and particularly China, should be doing more."[342] The International Olympic Committee (IOC) respected Spielberg's decision but IOC president Jacques Rogge expressed disappointment: "[Spielberg] certainly would have brought a lot to the opening ceremony in terms of creativity."[343] Chinese state media called the director's comments "unfair".[344]

In September 2008, Spielberg and his wife offered their support to same-sex marriage in California by issuing a statement following their donation of $100,000 to the "No on Proposition 8" campaign fund, a figure equal to the amount of money Brad Pitt donated to the same campaign less than a week prior.[345] In 2018, Spielberg and his wife donated $500,000 to the March for Our Lives student demonstration in favor of gun control in the United States.[346]

Legacy

Spielberg's star on the Hollywood Walk of Fame

Uma figura notável da era da Nova Hollywood , [347] Spielberg é um dos diretores de cinema de maior sucesso comercial da história. [348] [349] [350] Em 1996, a revista Life nomeou Spielberg a pessoa mais influente de sua geração. [351] Em 2003, a revista Premiere classificou-o em primeiro lugar na lista das 100 pessoas mais poderosas do cinema . [346] Em 2005, a revista Empire o classificou como o número um em uma lista dos maiores diretores de cinema de todos os tempos. [352] Em 2013, a revista Time o listou como uma das 100 pessoas mais importantes do século.[353] According to Forbes' magazine of Most Influential Celebrities of 2014, Spielberg was ranked at first place.[354][355][356] As of 2020, Forbes estimates his net worth at $3.7 billion.[357]

His work is admired by other directors including Robert Aldrich,[358] Ingmar Bergman,[359] Werner Herzog,[360] Stanley Kubrick,[361] David Lean,[362] Sidney Lumet,[363] Roman Polanski,[364] Martin Scorsese,[365] François Truffaut,[366] Jean Renoir[367] and David Lynch.[368] Spielberg's films have also influenced directors J. J. Abrams,[369] Paul Thomas Anderson,[370] Neill Blomkamp,[371] Guillermo del Toro,[372] Roland Emmerich,[373] Peter Jackson,[374] Kal Ng,[375] Robert Rodriguez,[376] John Sayles,[377] Ridley Scott,[378] John Singleton,[379] Kevin Smith,[380] and Gareth Edwards.[381]

Film critic Tom Shone said of Spielberg, "If you have to point to any one director of the last twenty-five years in whose work the medium of film was most fully itself – where we found out what it does best when left to its own devices, it has to be that guy."[382] Jess Cagle, former editor of Entertainment Weekly, called Spielberg "...arguably (well, who would argue?) the greatest filmmaker in history."[383] Stephen Rowley, writing for Senses of Cinema, discussed Spielberg's strengths as a filmmaker, saying "there is a welcome complexity of tone and approach in these later films that defies the lazy stereotypes often bandied about his films", and that "Spielberg continues to take risks, with his body of work continuing to grow more impressive and ambitious", concluding that he has only received "limited, begrudging recognition" from critics.[384] In a 1999 "Millennium Movies" survey of British film fans run by the Sky Premier channel, Spielberg had seven films in the top 100, which made him the most popular director.[385]

Spielberg's critics have argued that his films are overly sentimental and tritely moralistic.[386][387][384] In Easy Riders, Raging Bulls, Peter Biskind wrote that the director is "infantilizing the audience, reconstituting the spectator as child, then overwhelming him and her with sound and spectacle, obliterating irony, aesthetic self-consciousness, and critical reflection."[388] Critic Ray Carney and actor Crispin Glover claimed that Spielberg's films lack depth and do not take risks.[389][390] Critic Pauline Kael, who enjoyed Spielberg's films in the 1970s, expressed disappointment in his later work, stating that "he's become, I think, a very bad director.... And I'm a little ashamed for him, because I loved his early work.... [H]e turned to virtuous movies. And he's become so uninteresting now.... I think that he had it in him to become more of a fluid, far-out director. But, instead, he's become a melodramatist."[391] Filmmaker Jean-Luc Godard opined that Spielberg was partly responsible for the lack of artistic merit in mainstream cinema, and accused Spielberg of using Schindler's List to profit from a tragedy.[392] In defense of Spielberg, critic Roger Ebert said "Has Godard or any other director living or dead done more than Spielberg, with his Holocaust Project, to honor and preserve the memories of the survivors?"[393]

Seven of his films have been inducted into the National Film Registry by the Library of Congress as being "culturally, historically, or aesthetically significant": Jaws, Close Encounters of the Third Kind, Raiders of the Lost Ark, E.T., Jurassic Park, Schindler's List, and Saving Private Ryan.[394]

Awards and recognition

Spielberg receiving a public service award presented by U.S. Secretary of Defense William Cohen, 1999
Spielberg's shoeprints and handprints in front of the Grauman's Chinese Theatre

Spielberg has won three Academy Awards. He received seven nominations for Best Director, and won twice (for Schindler's List and Saving Private Ryan).[395][396] His third was in Best Picture, for Schindler's List.[137] In 1987, he was awarded the Irving G. Thalberg Memorial Award for his work as a creative producer.[397] Drawing from his own experiences in Scouting, Spielberg helped the Boy Scouts of America develop a merit badge in cinematography to promote filmmaking as a marketable skill; the badge was launched at the 1989 National Scout Jamboree.[398] In 1989, Spielberg was presented with the Distinguished Eagle Scout Award.[399] Spielberg received the AFI Life Achievement Award in 1995.[400]

In 1998, he was awarded the Order of Merit of the Federal Republic of Germany. The award was presented to him by President Roman Herzog in recognition of Schindler's List, and work on the Shoa-Foundation.[401] Spielberg was awarded the Medal for Distinguished Public Service in 1999, in recognition for Saving Private Ryan.[402] For the same film, he also received an award for Outstanding Directorial Achievement in Motion Pictures by the Directors Guild of America.[402] The next year, he received the Lifetime Achievement Award from the Directors Guild of America.[403]

Spielberg was given a star on the Hollywood Walk of Fame in 2003, located on 6801 Hollywood Boulevard.[404] On July 15, 2006, Spielberg was awarded the Gold Hugo Lifetime Achievement Award at the Summer Gala of the Chicago International Film Festival,[405] and was awarded a Kennedy Center honor on December 3. The tribute to Spielberg featured a biographical short film narrated by Liam Neeson, and a performance of the finale to Leonard Bernstein's Candide, conducted by John Williams.[406] The Science Fiction Hall of Fame inducted Spielberg in 2005, the first year it considered non-literary contributors.[407][408] He was a recipient of the Visual Effects Society Lifetime Achievement Award in February 2008; it is awarded for "significant and lasting contributions to the art and science of the visual effects industry."[409] In 2009, Spielberg was awarded the Cecil B. DeMille Award by the Hollywood Foreign Press Association for "outstanding contributions to the world of entertainment".[403]

In 2001, he was appointed as an honorary Knight Commander of the Order of the British Empire (KBE) by Queen Elizabeth II for services to the British film industry.[410][411] In 2004, he was awarded France's highest civil honor, the Légion d'Honneur by President Jacques Chirac.[412] In June 2008, Spielberg received Arizona State University's Hugh Downs Award for Communication Excellence.[413] In October 2009, Spielberg received the Philadelphia Liberty Medal; the prize was presented by former U.S. President Bill Clinton.[414][415] In October 2011, he was made a Commander of the Order of the Belgian Crown, one of Belgium's highest honors.[416]

On November 19, 2013, Spielberg was honored by the National Archives and Records Administration with a Records of Achievement Award. Spielberg was given two facsimiles of the 13th Amendment; the first which passed in 1861 but was not ratified, and the second signed by Abraham Lincoln in 1865 to abolish slavery. The amendment and the process of passing it were the subject of his film Lincoln.[417] On November 24, 2015, Spielberg was awarded the Presidential Medal of Freedom from President Barack Obama in a ceremony at the White House.[418] In July 2016, Spielberg was awarded a gold Blue Peter badge by the BBC children's television programme Blue Peter.[419] Spielberg has honorary degrees from University of Southern California, 1994;[420] Brown University, 1999;[421] Yale University, 2002;[404] Boston University, 2009;[422] Harvard University, 2016.[423]

Awards received by Spielberg's films

Awards and nominations received by Spielberg's films
Year Film Academy Awards BAFTA Awards Golden Globe Awards
Nominations Wins Nominations Wins Nominations Wins
1975 Jaws 4 3 7 1 4 1
1977 Close Encounters of the Third Kind 9 2 9 1 4
1979 1941 3 5
1981 Raiders of the Lost Ark 9 5 7 1 1
1982 E.T. the Extra-Terrestrial 9 4 12 1 5 2
1984 Indiana Jones and the Temple of Doom 2 1 4 1
1985 The Color Purple 11 1 5 1
1987 Empire of the Sun 6 6 3 2
1989 Indiana Jones and the Last Crusade 3 1 3 1
1991 Hook 5 1
1993 Jurassic Park 3 3 3 2
Schindler's List 12 7 13 7 6 3
1997 The Lost World: Jurassic Park 1
Amistad 4 4
1998 Saving Private Ryan 11 5 10 2 5 2
2001 A.I. Artificial Intelligence 2 1 3
2002 Minority Report 1 1
Catch Me If You Can 2 4 1 1
2005 War of the Worlds 3
Munich 5 2
2008 Indiana Jones and the Kingdom of the Crystal Skull 1
2011 The Adventures of Tintin 1 2 1 1
War Horse 6 5 2
2012 Lincoln 12 2 10 1 7 1
2015 Bridge of Spies 6 1 9 1 1
2016 The BFG 1
2017 The Post 2 6
2018 Ready Player One 1 1
Total 133 34 110 22 66 11

Filmography

Prolific in film since the 1960s, Spielberg has directed 33 feature films, and co-produced many works.

Directed features

Producing credit

Acting and cameos

Spielberg had numerous cameo roles, including in The Blues Brothers, Gremlins, Vanilla Sky, Double Dare, and Austin Powers in Goldmember.[430][431][432] Spielberg voiced himself in the 2011 film Paul, and in one episode of Tiny Toon Adventures titled Buster and Babs Go Hawaiian.[433]

See also

References

  1. ^ McBride 1997, p. 80.
  2. ^ McBride 1997, p. 35.
  3. ^ "Fred A. Bernstein". Fredbernstein.com. Archived from the original on March 23, 2013. Retrieved May 25, 2012.
  4. ^ Moreau, Jordan (August 26, 2020). "Arnold Spielberg, Father of Steven Spielberg, Dies at 103". Variety. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 17, 2020.
  5. ^ Parish 2004, p. 6.
  6. ^ Baxter 1996, p. 38.
  7. ^ "Arnold Meyer Spielberg (b. 1917)". birth-records.mooseroots.com. Retrieved January 10, 2018.
  8. ^ Gutfreund, Sara Debbie (January 28, 2017). "Steven Spielberg's Jewish Roots". The Jewish Website – aish.com. Archived from the original on May 12, 2018. Retrieved May 11, 2018.
  9. ^ Tugend, Tom (June 13, 2012). "A close encounter with Steven Spielberg's dad". The Jewish Journal of Greater Los Angeles. Archived from the original on July 7, 2017. Retrieved October 25, 2015.
  10. ^ a b c McBride 1997, p. 22.
  11. ^ Baxter 1996, p. 16.
  12. ^ McBride 1997, p. 48.
  13. ^ McBride 1997, p. 53.
  14. ^ Denby, David (January 16, 2017). "Steven Spielberg at Seventy". The New Yorker. Archived from the original on May 11, 2018. Retrieved May 11, 2018.
  15. ^ Parish 2004, p. 9.
  16. ^ McBride 1997, p. 36.
  17. ^ a b Pogrebin 2005, p. 30.
  18. ^ Jungreis-Wolff, Slovie (August 22, 2015). "Steven Spielberg, E.T. and Growing Up Jewish". The Jewish Website – aish.com. Archived from the original on May 11, 2018. Retrieved May 11, 2018.
  19. ^ "Steven Spielberg: 'We Can't Just Sit Back and Hope'". Parade Magazine. March 27, 1994. Archived from the original on February 2, 2016.
  20. ^ Weinraub, Bernard (December 12, 1993). "Steven Spielberg Faces the Holocaust". The New York Times. Archived from the original on January 12, 2018. Retrieved February 13, 2017.
  21. ^ Reed, J.D. (March 15, 1999). "Steven Spielberg". People. Archived from the original on May 11, 2018. Retrieved May 11, 2018.
  22. ^ Pogrebin 2005, p. 29.
  23. ^ McBride 1997, p. 20.
  24. ^ Parish 2004, p. 11.
  25. ^ McBride 1997, p. 77.
  26. ^ Parish 2004, p. 12.
  27. ^ McBride 1997, p. 78.
  28. ^ McBride 1997, p. 83.
  29. ^ Parish 2004, p. 16.
  30. ^ McBride 1997, p. 99.
  31. ^ Jackson 2007, p. 5.
  32. ^ McBride 1997, p. 84.
  33. ^ a b McBride 1997, p. 81.
  34. ^ Ryfle, Steve (1998). Japan's Favorite Mon-Star: The Unauthorized Biography of the Big G. ECW Press. pp. 15–17. ISBN 9781550223484.
  35. ^ O'Callaghan, Paul (January 23, 2018). "10 great films that inspired Steven Spielberg". British Film Institute. Archived from the original on February 13, 2019. Retrieved February 11, 2019.
  36. ^ McBride 1997, p. 94.
  37. ^ McBride 1997, p. 102.
  38. ^ Parish 2004, p. 18.
  39. ^ "CSU Newsline – Steven Spielberg To Graduate from California State University, Long Beach With Bachelor's Degree in Film and Electronic Arts". Calstate.edu. May 14, 2002. Archived from the original on March 9, 2010. Retrieved March 2, 2010.
  40. ^ Parish 2004, p. 20.
  41. ^ McBride 1997, p. 115.
  42. ^ Parish 2004, p. 24.
  43. ^ Parish 2004, p. 22.
  44. ^ McBride 1997, p. 131.
  45. ^ McBride 1997, p. 141.
  46. ^ Parish 2004, p. 23.
  47. ^ Parish 2004, p. 26.
  48. ^ McBride 1997, p. 169.
  49. ^ Fischer, Dennis (2011). Science Fiction Film Directors, 1895-1998. North Carolina: McFarland. p. 548. ISBN 9780786485055.
  50. ^ Parish 2004, p. 28.
  51. ^ a b McBride 1997, p. 170.
  52. ^ Parish 2004, p. 31.
  53. ^ Chandler, Charlotte. (2008). Not the girl next door : Joan Crawford, a personal biography (1st Simon & Schuster hardcover ed.). New York: Simon & Schuster. p. 262. ISBN 978-1-4165-4751-8. OCLC 166273792. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 20, 2020.
  54. ^ a b Parish 2004, p. 33.
  55. ^ Baxter 1996, p. 69.
  56. ^ "Spielberg, Universal Sign Four-Picture Agreement". Los Angeles Times. July 14, 1975.
  57. ^ Parish 2004, p. 35.
  58. ^ Parish 2004, p. 36.
  59. ^ Parish 2004, p. 37.
  60. ^ a b Jackson 2007, p. 20.
  61. ^ a b Baxter 1996, p. 115.
  62. ^ McBride 1997, p. 223.
  63. ^ Parish 2004, p. 38.
  64. ^ Jackson 2007, p. 22.
  65. ^ "Jaws". Box Office Mojo. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved November 27, 2020.
  66. ^ McBride 1997, p. 248.
  67. ^ McBride 1997, p. 250.
  68. ^ Gleiberman, Owen (August 1, 2007). "The Bourne Ultimatum". Entertainment Weekly. Retrieved October 22, 2019.
  69. ^ Baxter 1996, p. 145.
  70. ^ Jackson 2007, p. 26.
  71. ^ McBride 1997, p. 277.
  72. ^ Baxter 1996, p. 170.
  73. ^ "The 50th Academy Awards | 1978". Oscars.org | Academy of Motion Picture Arts and Sciences. Archived from the original on May 6, 2019. Retrieved November 27, 2020.
  74. ^ Baxter 1996, p. 178.
  75. ^ a b Jackson 2007, p. 30.
  76. ^ "1941, Box Office Information." The Numbers, September 27, 2012.
  77. ^ a b McBride 1997, p. 309.
  78. ^ Jackson 2007, p. 32.
  79. ^ a b Jackson 2007, p. 33.
  80. ^ "The 54th Academy Awards | 1982". Oscars.org | Academy of Motion Picture Arts and Sciences. Archived from the original on April 17, 2018. Retrieved December 18, 2020.
  81. ^ McBride 1997, p. 312.
  82. ^ Heitmueller, Karl (April 3, 2007). "Rewind: Major-Studio flicks that belong in the Grind House". MTV. Archived from the original on October 6, 2008. Retrieved January 2, 2009. Ultimate A-lister Steven Spielberg co-produced this big-budget adaptation of Rod Serling's classic '60s TV show....
  83. ^ Jackson 2007, p. 38.
  84. ^ a b c Jackson 2007, p. 36.
  85. ^ Wise, Damon (October 21, 2010). "ET: The Extra-Terrestrial: No 7 best sci-fi and fantasy film of all time". The Guardian. ISSN 0261-3077. Retrieved October 18, 2017.
  86. ^ a b c Jackson 2007, p. 42.
  87. ^ McBride 1997, p. 357.
  88. ^ a b c d Jackson 2007, p. 43.
  89. ^ "Indiana Jones and the Temple of Doom". Box Office Mojo. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved November 29, 2020.
  90. ^ "Steven Spielberg Biography". Biography.com. December 18, 1947. Archived from the original on May 14, 2011. Retrieved January 31, 2011.
  91. ^ Jackson 2007, p. 41.
  92. ^ a b c McBride 1997, p. 380.
  93. ^ Corliss, Richard (January 7, 1985). "This way to the children's crusade". Time. Archived from the original on October 19, 2009. Retrieved January 2, 2009. he wrote the story and served as an executive producer of The Goonies....
  94. ^ a b c Jackson 2007, p. 105.
  95. ^ McBride 1997, p. 506.
  96. ^ McBride 1997, p. 381.
  97. ^ a b McBride 1997, p. 507.
  98. ^ McBride 1997, p. 389.
  99. ^ McBride 1997, p. 390.
  100. ^ a b c McBride 1997, p. 384.
  101. ^ McBride 1997, p. 386.
  102. ^ a b c d e f g Jackson 2007, p. 104.
  103. ^ McBride 1997, p. 383.
  104. ^ a b c Jackson 2007, p. 45.
  105. ^ Ebert, Roger. "The Color Purple movie review (1985) | Roger Ebert". rogerebert.com. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved November 27, 2020.
  106. ^ McBride 1997, p. 395.
  107. ^ Jackson 2007, p. 46.
  108. ^ McBride 1997, p. 397.
  109. ^ McBride 1997, p. 398.
  110. ^ "Andrew Sarris' Top 10 lists 1958–2005". Archived from the original on February 10, 2001. Retrieved October 21, 2006.
  111. ^ "The 60th Academy Awards | 1988". Oscars.org | Academy of Motion Picture Arts and Sciences. Archived from the original on July 24, 2020. Retrieved November 27, 2020.
  112. ^ a b c Jackson 2007, p. 47.
  113. ^ "Opinion | Oscar Nominations Again Snub Spielberg (Published 1989)". The New York Times. March 29, 1989. ISSN 0362-4331. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 19, 2020.
  114. ^ McBride 1997, p. 400.
  115. ^ a b c Jackson 2007, p. 48.
  116. ^ a b c McBride 1997, p. 403.
  117. ^ McBride 1997, p. 406.
  118. ^ "Always (1989)", Rotten Tomatoes, archived from the original on January 1, 2021, retrieved November 27, 2020
  119. ^ Maslin, Janet (December 22, 1989). "Review/Film; 'Always,' Love and Death in a Wilderness (Published 1989)". The New York Times. ISSN 0362-4331. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 18, 2020.
  120. ^ Jackson 2007, p. 51.
  121. ^ a b Jackson 2007, p. 52.
  122. ^ Howe, Desson (December 13, 1991). "Hook". www.washingtonpost.com. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 18, 2020.
  123. ^ "Hook". Box Office Mojo. Retrieved November 27, 2020.
  124. ^ McBride 1997, p. 419.
  125. ^ Jackson 2007, p. 54.
  126. ^ McBride 1997, p. 424.
  127. ^ The screenplay, adapted from Thomas Keneally's novel, was originally in the hands of fellow director Martin Scorsese, but Spielberg negotiated with Scorsese to trade scripts. (At the time, Spielberg held the script for a remake of Cape Fear.)
  128. ^ Pogrebin 2005, p. 32.
  129. ^ Jackson 2007, p. 55.
  130. ^ McBride 1997, p. 18.
  131. ^ McBride 1997, p. 21.
  132. ^ Jackson 2007, p. 56.
  133. ^ McBride 1997, p. 415.
  134. ^ McBride 1997, p. 434.
  135. ^ McAuley, James. "Imre Kertész, Nobel-winning novelist and Holocaust survivor, dies at 86". The Washington Post. ISSN 0190-8286. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 19, 2020.
  136. ^ a b Jackson 2007, p. 59.
  137. ^ a b Jackson 2007, p. 58.
  138. ^ "Film in 1994 | BAFTA Awards". awards.bafta.org. Archived from the original on April 13, 2016. Retrieved December 19, 2020.
  139. ^ "Winners & Nominees 1994". www.goldenglobes.com. Archived from the original on February 29, 2016. Retrieved December 19, 2020.
  140. ^ "AFI's 100 YEARS…100 MOVIES". American Film Institute. Archived from the original on April 22, 2020. Retrieved December 11, 2020.
  141. ^ McBride 1997, p. 442.
  142. ^ McBride 1997, p. 445.
  143. ^ Jackson 2007, p. 60.
  144. ^ Mara 2014, p. 55.
  145. ^ Jackson 2007, p. 61.
  146. ^ Jackson 2007, p. 65.
  147. ^ McBride 1997, p. 447.
  148. ^ Jackson 2007, p. 66.
  149. ^ a b Jackson 2007, p. 67.
  150. ^ a b Freer 2001, p. 247.
  151. ^ a b Jackson 2007, p. 68.
  152. ^ Freer 2001, p. 252.
  153. ^ Jackson 2007, p. 69.
  154. ^ Freer 2001, p. 258.
  155. ^ a b Jackson 2007, p. 72.
  156. ^ Freer 2001, p. 274.
  157. ^ "Saving Private Ryan". Box Office Mojo. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved November 30, 2020.
  158. ^ a b Jackson 2007, p. 73.
  159. ^ Horn 2002, p. 39.
  160. ^ "Band of Brothers". www.goldenglobes.com. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 1, 2020.
  161. ^ Jackson 2007, p. 74.
  162. ^ Horn 2002, p. 40.
  163. ^ a b Jackson 2007, p. 75.
  164. ^ Parish 2004, p. 109.
  165. ^ "A.I. Artificial Intelligence". Box Office Mojo. Retrieved December 1, 2020.
  166. ^ Ebert, Roger (June 21, 2002). "Minority Report". Chicago Sun-Times. Archived from the original on February 5, 2013. Retrieved April 10, 2018.
  167. ^ Jackson 2007, p. 79.
  168. ^ "Minority Report". Box Office Mojo. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 1, 2020.
  169. ^ Jackson 2007, p. 80.
  170. ^ Jackson 2007, p. 81.
  171. ^ Jackson 2007, p. 82.
  172. ^ Jackson 2007, p. 83.
  173. ^ "War of the Worlds – Production Notes". War of the Worlds. 2005. Archived from the original on July 27, 2011. Retrieved December 19, 2020.
  174. ^ Jackson 2007, p. 84.
  175. ^ "War of the Worlds". Box Office Mojo. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved November 27, 2020.
  176. ^ a b Jackson 2007, p. 86.
  177. ^ Jackson 2007, p. 87.
  178. ^ Yossi Melman and Steven Hartov (January 17, 2006). "Munich: Fact and Fantasy". The Guardian. The Guardian Unlimited. Archived from the original on July 28, 2020. Retrieved April 10, 2018.
  179. ^ "The 78th Academy Awards | 2006". Oscars.org | Academy of Motion Picture Arts and Sciences. Archived from the original on October 1, 2014. Retrieved November 27, 2020.
  180. ^ a b c Edge 2008, p. 102.
  181. ^ a b Mara 2014, p. 60.
  182. ^ Child, Ben (January 10, 2013). "Christopher Nolan's next film mission to go Interstellar". The Guardian. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 19, 2020.
  183. ^ a b c d e f g Jackson 2007, p. 103.
  184. ^ "New Indy Adventure Begins Shooting". IndianaJones.com. June 18, 2007. Archived from the original on June 21, 2007. Retrieved June 18, 2007.
  185. ^ "Spielberg, Ford and Lucas on Indy IV". Empire. August 21, 2006. Retrieved December 19, 2020.
  186. ^ Masters, Kim (June 15, 2016). "Steven Spielberg on DreamWorks' Past, Amblin's Present and His Own Future". The Hollywood Reporter. Retrieved July 11, 2016.
  187. ^ Hook 2010, p. 90.
  188. ^ Reviewer, Tom Ryan (May 23, 2008). "Indiana Jones and the Kingdom of the Crystal Skull". The Age. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 19, 2020.
  189. ^ "Indiana Jones and the Kingdom of the Crystal Skull". Box Office Mojo. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 2, 2020.
  190. ^ "The Man Behind Boy, Dog and Their Adventures" Book review by Charles McGrath, The New York Times, December 22, 2009 (December 23, 2009, p. C1 NY ed.). Book reviewed: Hergé: The Man Who Created Tintin, by Pierre Assouline; translated by Charles Ruas, 276 pages. Oxford University Press. Retrieved December 24, 2009.
  191. ^ a b Mara 2014, p. 65.
  192. ^ "Tintin fans flock to Belgian film premiere". The Telegraph. October 23, 2011. Archived from the original on October 27, 2011. Retrieved December 19, 2020.
  193. ^ "The Adventures of Tintin Official Movie Site". Paramount Pictures. Archived from the original on October 13, 2011. Retrieved October 13, 2011.
  194. ^ "The Adventures of Tintin (Rotten Tomatoes)". Rotten Tomatoes. Archived from the original on June 5, 2020. Retrieved April 12, 2012.
  195. ^ "The Adventures of Tintin". Box Office Mojo. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 19, 2020.
  196. ^ "Adventures of Tintin, The". www.goldenglobes.com. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 19, 2020.
  197. ^ "Tintin Takes Golden Globe". Retrieved April 12, 2012.
  198. ^ "The Adventures of Tintin (Trivia)". IMDb. Retrieved April 12, 2012.
  199. ^ "Steven Spielberg starts filming War Horse on Dartmoor" Archived April 25, 2011, at the Wayback Machine by Tristan Nichols, The Herald August 3, 2010
  200. ^ a b c Mara 2014, p. 64.
  201. ^ "Nominees and Winners for the 84th Academy Awards". oscars.org. Archived from the original on August 25, 2013. Retrieved April 12, 2012.
  202. ^ O'Hehir, Andrew (December 25, 2011). ""War Horse": Spielberg's almost-great World War I epic". Salon. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 19, 2020.
  203. ^ Ziffer, Daniel (May 16, 2007). "Spielberg mini-series forms link with Seven". The Age. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 13, 2020.
  204. ^ Rudolph, Ileane (June 28, 2011). "Steven Spielberg Talks Falling Skies and Upcoming TV Projects | TV Guide". TVGuide.com. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 19, 2020.
  205. ^ Schneider, Michael (December 11, 2006). "Spielberg takes development role in Fox TV projects". Variety. Archived from the original on September 14, 2012. Retrieved December 11, 2006.
  206. ^ Hibberd, James (March 11, 2011). "Fox pushes back 'Terra Nova' to fall". Entertainment Weekly. Retrieved October 22, 2019.
  207. ^ "NEW 'Super 8' Teaser Details, Spielberg/Abrams Collaboration Confirmed!". Bloody-disgusting.com. May 6, 2010. Retrieved January 31, 2011.
  208. ^ Breznican, Anthony (April 13, 2011). "Steven Spielberg's 'Lincoln' gets its Mary Todd: Sally Field". Entertainment Weekly. Retrieved October 22, 2019.
  209. ^ Garbarek, Ben (May 9, 2011). "First casting calls for Steven Spielberg movie". WWBT (Richmond). Retrieved July 20, 2011.
  210. ^ Fischer, Russ (November 19, 2010). "Daniel Day-Lewis to Star in Steven Spielberg's 'Lincoln'". /Film.
  211. ^ "The 85th Academy Awards | 2013". oscars.org. Archived from the original on May 2, 2019. Retrieved March 3, 2013.
  212. ^ Clarke, Donald (January 25, 2013). "The real deal". The Irish Times. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 19, 2020.
  213. ^ "Steven Spielberg, Bradley Cooper to team for 'American Sniper'". LA Times. Retrieved May 3, 2013.
  214. ^ Kroll, Justin (August 5, 2013). "Steven Spielberg, DreamWorks Part Ways With 'American Sniper'". Variety.
  215. ^ a b Bahr, Lindsey (June 16, 2014). "Steven Spielberg's Cold War thriller and 'The BFG' snag release dates". Entertainment Weekly. Retrieved October 22, 2019.
  216. ^ McNary, Dave (June 16, 2014). "Tom Hanks-Steven Spielberg Cold War Thriller Set for Oct. 16, 2015". Variety. Archived from the original on June 20, 2014. Retrieved June 6, 2014.
  217. ^ McNary, Dave (July 21, 2014). "Amy Ryan, Alan Alda Join Tom Hanks in Steven Spielberg's Cold War Thriller". Variety. Retrieved July 21, 2014.
  218. ^ "Bridge of Spies (2015)", Rotten Tomatoes, archived from the original on January 1, 2021, retrieved December 2, 2020
  219. ^ "The 88th Academy Awards | 2016". Oscars.org | Academy of Motion Picture Arts and Sciences. Archived from the original on November 8, 2019. Retrieved December 2, 2020.
  220. ^ Pulver, Andrew (April 28, 2014). "Steven Spielberg to tackle The BFG movie". The Guardian. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 19, 2020.
  221. ^ "Steven Spielberg to direct The BFG". www.roalddahl.com. April 26, 2014. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 2, 2020.
  222. ^ "Programme". Festival de Cannes. Retrieved December 1, 2017.
  223. ^ Tartaglione, Nancy; Jaafar, Ali (April 14, 2016). "Cannes Film Festival 2016 Lineup: 'The BFG', 'Nice Guys', Penn, Refn, Almodóvar & More Confirmed; No Closing-Night Pic". Deadline. Retrieved December 1, 2017.
  224. ^ Phillips, Michael. "'The BFG' review: Oscar-winner Rylance delightful to watch in Spielberg adaptation". chicagotribune.com. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 19, 2020.
  225. ^ Braun, Liz (June 30, 2016). "'The BFG' review: Steven Spielberg can't capture the magic of Roald Dahl". Toronto Sun. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 19, 2020.
  226. ^ Fleming, Mike Jr. (March 10, 2017). "Spielberg, Hanks & Streep's Pentagon Papers Pic A Contender In Next Oscar Race". Deadline Hollywood. Retrieved March 30, 2017.
  227. ^ "Production Underway on Spielberg's THE PAPERS, Starring Meryl Streep & Tom Hanks". Broadwayworld.com. Retrieved December 1, 2017.
  228. ^ Ryan, Patrick (November 20, 2017). "Steven Spielberg on timely new film 'The Post': 'History is certainly repeating itself'". USA Today. Retrieved December 2, 2020.
  229. ^ "Steven Spielberg, Bryan Singer's Queen Film Land Awards Season Releases". Entertainment Weekly. Retrieved December 1, 2017.
  230. ^ Bahr, Lindsey (December 13, 2017). "Review: Spielberg, Streep and Hanks deliver in 'The Post'". AP NEWS. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 19, 2020.
  231. ^ Busch, Anita (February 28, 2017). "'Netflix's 'Five Came Back' With Spielberg, Coppola, Del Toro, Greengrass & Kasdan Drops Trailer – Watch". Deadline Hollywood. Archived from the original on March 1, 2017. Retrieved December 1, 2017.
  232. ^ Alexander, Bryan (June 26, 2016). "New BFFs Spielberg, Rylance team up for 'The BFG' and big things beyond". USA Today. Retrieved July 4, 2016.
  233. ^ Mike Fleming Jr (August 6, 2015). "Steven Spielberg's 'Ready Player One' Slotted For December 2017". Deadline Hollywood. Penske Business Media, LLC. Archived from the original on August 7, 2015. Retrieved March 10, 2018.
  234. ^ Anita Busch (March 25, 2015). "Steven Spielberg To Direct Sci-Fi Cult Favorite 'Ready Player One'; Back At Warner Bros". Deadline Hollywood. Archived from the original on July 2, 2020. Retrieved February 19, 2020.
  235. ^ Lang, Brent (February 9, 2016). "Steven Spielberg's 'Ready Player One' Pushed Back to Avoid 'Star Wars: Episode VIII'". Variety. Retrieved February 9, 2016.
  236. ^ "Spielberg's 'Ready Player One' Premiere Hit With Technical Difficulties". Variety. March 12, 2018.
  237. ^ Nashawaty, Chris (March 26, 2018). "Here's what our critic thought of Steven Spielberg's 'Ready Player One'". EW.com. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 19, 2020.
  238. ^ Burr, Ty (March 28, 2018). "Spielberg's 'Ready Player One' is much deeper than the trailers suggest". BostonGlobe.com. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 19, 2020.
  239. ^ Mike Fleming Jr (March 5, 2014). "'West Side Story' Remake For Steven Spielberg In Works At Fox – Deadline". Deadline Hollywood. Penske Business Media, LLC.
  240. ^ Teeman, Tim (July 19, 2017). "Tony Kushner: Why I'm Writing a Play About Donald Trump". The Daily Beast. Archived from the original on February 11, 2019. Retrieved December 1, 2017.
  241. ^ McPhee, Ryan (May 7, 2019). "New West Side Story Movie Sets December 2020 Release." Archived June 10, 2019, at the Wayback Machine Playbill. Retrieved April 2, 2020.
  242. ^ Kroll, Justin (March 18, 2016). "'Indiana Jones 5' Taps Writer David Koepp, a Steven Spielberg Regular". Variety. Retrieved July 4, 2016.
  243. ^ D'Alessandro, Anthony (March 15, 2016). "Steven Spielberg & Harrison Ford Team Up For 'Indiana Jones 5'; Disney Sets July 2019 Release". Deadline Hollywood. Penske Business Media, LLC. Retrieved July 4, 2016.
  244. ^ "Star Wars: Episode IX and Next Indiana Jones Get Release Dates". Starwars.com. Archived from the original on April 25, 2017. Retrieved December 1, 2017.
  245. ^ Barfield, Charles (March 19, 2018). "Spielberg Confirms 'Indy 5' Will Begin Production In April 2019". The Playlist.
  246. ^ Lang, Brent (June 28, 2018). "'Indiana Jones 5' Will Miss 2020 Release Date (EXCLUSIVE)". Variety.
  247. ^ McClintock, Pamela (July 10, 2018). "Disney Pushes 'Indiana Jones 5' a Year to 2021, Dates 'Maleficent 2,' 'Jungle Cruise'". The Hollywood Reporter. Archived from the original on July 10, 2018. Retrieved July 10, 2018.
  248. ^ JK, Schmidt (May 1, 2019). "Indiana Jones 5 Gets New Writer, Abandoned Plot Details Revealed". Comic Book. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 18, 2020.
  249. ^ Vary, Adam B.; Kroll, Justin; Lang, Brent (February 26, 2020). "Steven Spielberg Won't Direct 'Indiana Jones 5,' James Mangold in Talks to Replace (EXCLUSIVE)". Variety. Retrieved February 26, 2020.
  250. ^ "Indiana Jones 5 writer says Steven Spielberg quit as director because his ideas 'didn't work'". Independent. October 1, 2020. Retrieved May 6, 2021.
  251. ^ "'Black Widow,' 'Eternals,' 'Indiana Jones 5' and More Disney Films Get New Release Dates". Variety. April 3, 2020. Retrieved May 6, 2021.
  252. ^ "'Indiana Jones 5' to Begin Filming in the UK Next Week". June 2, 2021.
  253. ^ "Steven Spielberg's Next Film is Titled the Fabelmans, About a Young Spielberg – IGN".
  254. ^ "Steven Spielberg Sets Newcomer Gabriel LaBelle to Star in Untitled Film Based on Director's Childhood". May 26, 2021.
  255. ^ "Steven Spielberg on set of semi-autobiographical movie The Fabelmans in Malibu for the first time". California News Times. July 24, 2021. Retrieved August 31, 2021.
  256. ^ Lang, Brent (June 21, 2021). "Steven Spielberg's Amblin Partners, Netflix Forge Film Deal in Sign of Changing Hollywood". MSN. Retrieved June 21, 2021.
  257. ^ "Steven Spielberg to direct Martin Luther King film" Daily Telegraph, May 19, 2009. Footnote format December 24, 2009.
  258. ^ "King's Children May Sue Over Planned Biographical Film" by Dave Itzkoff, The New York Times ArtsBeat blog, May 20, 2009. Retrieved December 24, 2009.
  259. ^ Chitwood, Adam (March 2, 2015). "Steven Spielberg to Direct Jennifer Lawrence in War Memoir Adaptation IT'S WHAT I DO". Collider.
  260. ^ Kroll, Justin (April 17, 2018). "Steven Spielberg to Direct Film Adaptation of DC's 'Blackhawk'". Variety. Retrieved December 19, 2020.
  261. ^ Guthrie, Marisa (January 18, 2013). "HBO Developing Third WWII Miniseries with Tom Hanks, Steven Spielberg (Exclusive) | Hollywood Reporter". www.hollywoodreporter.com. Archived from the original on August 28, 2014. Retrieved December 19, 2020.
  262. ^ Moore, Sam (March 1, 2017). "Production progresses on reported Spielberg/Tom Hanks HBO miniseries 'The Mighty Eighth' | NME". NME. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 19, 2020.
  263. ^ Kellogg, Jane (March 3, 2013). "Steven Spielberg developing Stanley Kubrick". The Hollywood Reporter.
  264. ^ Holdsworth, Nick (May 20, 2016). "Cary Fukunaga in Talks to Direct HBO Stanley Kubrick Mini 'Napoleon,' From Steven Spielberg". The Hollywood Reporter. Retrieved December 1, 2017.
  265. ^ Sexenio.com.mx (May 17, 2016). "Steven Spielberg grabará cinta sobre Moctezuma y Hernán Cortés | 1Fila". Archived from the original on June 10, 2016. Retrieved July 4, 2016.
  266. ^ Schaefer, Sandy (January 6, 2014). "Steven Spielberg May Direct Montezuma-Cortes Film Starring Javier Bardem". Screen Rant. Retrieved July 4, 2016.
  267. ^ Goldberg, Lesley (March 26, 2018). "Amazon Revives Dalton Trumbo's 'Cortes': Javier Bardem to Star in Mini From Steven Spielberg, Steven Zaillian". The Hollywood Reporter.
  268. ^ Fleming, Mike Jr. (October 22, 2010). "Steven Spielberg Commits To Next Direct 'Robopocalypse'". Deadline. Retrieved June 8, 2011.
  269. ^ "DreamWorks, Fox To Co-Finance Steven Spielberg's 'Robopocalypse'". September 7, 2011. Retrieved September 7, 2011.
  270. ^ Kim Masters (January 9, 2013). "Steven Spielberg's 'Robopocalypse' Postponed Indefinitely – Hollywood Reporter". The Hollywood Reporter.
  271. ^ D'Alessandro, Anthony (March 7, 2018). "Michael Bay Lining Up 'Robopocalypse' & '6 Underground' As Next Projects".
  272. ^ Fleming, Mike Jr. (April 11, 2016). "Steven Spielberg Sets 'The Kidnapping Of Edgardo Mortara' Next; Tony Kushner Script, Mark Rylance Is Pope Pius IX". Retrieved July 4, 2016.
  273. ^ Kroll, Justin (April 18, 2014). "Steven Spielberg Boards Religious Drama 'Edgardo Mortara' (Exclusive)". Retrieved July 4, 2016.
  274. ^ Fleming., Mike Jr. (January 19, 2018). "Steven Spielberg Eyes Indiana Jones & 'West Side Story' Atop Next Directing Vehicles". Deadline Hollywood. Penske Business Media, LLC. Archived from the original on April 21, 2019. Retrieved January 25, 2018.
  275. ^ "Spielberg's Boom Blox Revealed". Kotaku.com. February 6, 2008. Archived from the original on June 23, 2011. Retrieved January 31, 2011.
  276. ^ Waters, Darren (February 23, 2008). "Making games with Steven Spielberg". BBC News. Retrieved January 6, 2010.
  277. ^ "Medal of Honor: Allied Assault (2002) Windows credits". MobyGames. Archived from the original on December 1, 2017. Retrieved January 31, 2011.
  278. ^ McBride 1997, p. 441.
  279. ^ GameSpot, "Storytime with Ron Gilbert – PAX Australia 2013 Keynote" Archived July 28, 2020, at the Wayback Machine, Ron Gilbert, July 7, 2013, accessed March 21, 2015
  280. ^ DoubleFineProd, "Tim Schafer Plays Day of the Tentacle Part 1" Archived July 28, 2020, at the Wayback Machine, Tim Schafer, May 9, 2014, accessed March 22, 2015
  281. ^ Tom Chick (December 8, 2008). "A Close Encounter with Steven Spielberg". Yahoo!. Archived from the original on December 11, 2008. Retrieved December 11, 2008.
  282. ^ Baxter 1996, p. 20.
  283. ^ Hook 2010, p. 6.
  284. ^ Freer 2001, p. 148.
  285. ^ a b McBride 1997, p. 263.
  286. ^ Jackson 2007, p. xvii.
  287. ^ McBride 1997, p. 143.
  288. ^ Baxter 1996, p. 19.
  289. ^ Freer 2001, p. 112.
  290. ^ Freer 2001, p. 149.
  291. ^ Baxter 1996, p. 160.
  292. ^ Mairata 2018, p. 69.
  293. ^ Buckland 2006, p. 69.
  294. ^ Buckland 2006, p. 205.
  295. ^ Buckland 2006, p. 202.
  296. ^ Wang, Ray (October 22, 2015). "The Tech talks to Steven Spielberg". The Tech. The Tech. Retrieved March 10, 2018.
  297. ^ a b c Freer 2001, p. 76.
  298. ^ Steven Spielberg and philosophy : we're gonna need a bigger book. Kowalski, Dean A. Lexington, Ky.: University Press of Kentucky. 2008. p. 48. ISBN 978-0-8131-7324-5. OCLC 299792520. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 20, 2020.CS1 maint: others (link)
  299. ^ McBride 1997, p. 181.
  300. ^ McBride 1997, p. 67.
  301. ^ E.T. DVD Production Notes Booklet. Universal. 2002.
  302. ^ "Janusz Kaminski ASC / The Post". British Cinematographer. April 29, 2018. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 24, 2020.
  303. ^ Freer 1996, p. 229.
  304. ^ Freer 1996, p. 256.
  305. ^ Mairata 2018, p. 64.
  306. ^ "Steven Spielberg's Frequent A-List Collaborators (Photos) | Hollywood Reporter". www.hollywoodreporter.com. October 17, 2015. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 18, 2020.
  307. ^ "5 Actors Who Enjoy Working With Steven Spielberg (& 5 Who've Turned Him Down)". ScreenRant. December 5, 2020. Retrieved July 14, 2021.
  308. ^ "The key collaborators of Steven Spielberg". Set The Tape. September 21, 2017. Retrieved July 14, 2021.
  309. ^ "John Williams and Steven Spielberg". Classic FM. Retrieved November 10, 2020.
  310. ^ "The man behind the music of 'Star Wars'". Today.com. May 5, 2005. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved November 10, 2020.
  311. ^ "Composer John Williams to Receive the 44th AFI Life Achievement Award". American Film Institute. October 8, 2015. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved November 22, 2020.
  312. ^ McBride 1997, p. 293.
  313. ^ McBride 1997, p. 294.
  314. ^ McBride 1997, p. 362, 363.
  315. ^ "'Most costly' celebrity divorces". BBC News. April 13, 2007. Archived from the original on March 13, 2012. Retrieved April 13, 2007.
  316. ^ "Steven Spielberg on unlocking 'tremendous mystery' of his dyslexia". Los Angeles Times. September 25, 2012. Retrieved March 12, 2021.
  317. ^ "Another Celebrity with Dyslexia – Steven Spielberg". LDRFA. September 11, 2019. Retrieved March 12, 2021.
  318. ^ Arenson, Karen W. (September 24, 1995). "From 'Schindler's List,' a Jewish Mission". The New York Times. Archived from the original on May 11, 2018. Retrieved May 11, 2018.
  319. ^ Jackson 2007, p. 49.
  320. ^ a b Pogrebin 2005, p. 25.
  321. ^ Pogrebin 2005, p. 26.
  322. ^ Pogrebin 2005, p. 27.
  323. ^ III, Harry Hurt (May 10, 2016). "Look Inside Steven Spielberg's House in Pacific Palisades". Architectural Digest. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 18, 2020.
  324. ^ Valhouli, Christina (September 19, 2002). "Billionaires On Vacation". Forbes. Archived from the original on August 25, 2006. Retrieved December 18, 2020.
  325. ^ Schuster, Dana (September 7, 2012). "A stage for Spielberg's son". New York Post. Retrieved May 11, 2018.
  326. ^ "Spielberg, Steven – Fun Facts, Answers, Factoids, Info, Information". Funtrivia.com. Archived from the original on March 9, 2010. Retrieved March 2, 2010.
  327. ^ "Spielberg stalker jailed". BBC News. June 17, 1998. Retrieved December 11, 2011.
  328. ^ Sylvester, Sherri (February 26, 1998). "Spielberg recounts fears, anguish over alleged stalker". CNN. Retrieved December 11, 2011.
  329. ^ Armstrong, Mark; Mandel, Kwala (October 18, 2002). "Steven Spielberg Curbs Alleged Stalker". People. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 19, 2020.
  330. ^ Sauer, M (December 31, 2002). "Stalking suspect to undergo more psychological tests". The San Diego Union-Tribune. Archived from the original on September 6, 2008. Retrieved October 30, 2008.
  331. ^ De Young, Mary (2004). The day care ritual abuse moral panic. Jefferson, N.C.: McFarland. pp. 234–235. ISBN 978-0-7864-1830-5.
  332. ^ "Steven Spielberg is selling his $184 million mega-yacht because he needs a bigger boat". Businessinsider.com. Retrieved December 1, 2017.
  333. ^ Gardner, Chris (July 7, 2015). "Spielberg Trading Up to 300-Foot Yacht | Hollywood Reporter". www.hollywoodreporter.com. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 18, 2020.
  334. ^ "The Clintons' Showbiz Celebration". BBC News. January 1, 2000. Retrieved October 21, 2006.
  335. ^ Iacob, Ivona (May 27, 2016). "The Top Donors Backing Hillary Clinton's Super PAC". Forbes. Archived from the original on May 17, 2019. Retrieved September 15, 2017.
  336. ^ "Spielberg quits scouts 'over gay ban'". BBC News. April 17, 2001. Retrieved October 30, 2006.
  337. ^ "Spielberg resigns from Boy Scouts board". Hollywood.com. April 26, 2001. Archived from the original on January 3, 2013. Retrieved March 10, 2006.
  338. ^ "Spielberg movies banned by Arab League, WikiLeaks cable reveals." Archived July 28, 2020, at the Wayback Machine Haaretz, December 18, 2010.
  339. ^ "Spielberg donates $US1m to Israeli relief". The Age. Melbourne. Associated Press. August 10, 2006. Retrieved December 18, 2010.
  340. ^ Wulfhorst, Ellen (February 22, 2007). "Obama finds friends, money in Hollywood". Reuters. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 19, 2020.
  341. ^ Rachel Abramowitz (2008). "Spielberg drops out as Beijing Olympics advisor". Los Angeles Times. Archived from the original on June 3, 2008. Retrieved February 13, 2007.
  342. ^ "Spielberg in Darfur snub to China". BBC News. February 13, 2008. Archived from the original on April 7, 2008. Retrieved May 16, 2008.
  343. ^ "Rogge respect for Spielberg move". BBC News. February 15, 2008. Retrieved May 16, 2008.
  344. ^ Bristow, Michael (February 20, 2008). "China hits back over Olympics row". BBC News. Retrieved May 16, 2008.
  345. ^ Serpe, Gina (September 23, 2008). "Spielberg Makes Like Pitt, Supports Same-Sex Marriage – E! Online". E! Online. Retrieved March 2, 2010.
  346. ^ Gonzalez, Sandra (February 21, 2018). "Oprah, Steven Spielberg also donating to March For Our Lives, following George Clooney's pledge". CNN. Retrieved March 29, 2018.
  347. ^ Tibbetts, John C. (2015). Those who made it : speaking with the legends of Hollywood. Houndmills, Basingstoke, Hampshire: Palgrave Macmillan. p. 82. ISBN 978-1-137-54190-1. OCLC 908990396. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 20, 2020.
  348. ^ a b Parish 2004, p. 1.
  349. ^ Hook 2010, p. 7.
  350. ^ Freer 2001, p. vi.
  351. ^ Sentinel, Orlando (June 3, 1996). "Spielberg Tops Life List of 50 Influential Boomers". Orlando Sentinel. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 15, 2020.
  352. ^ "Spielberg voted 'best director'". BBC. June 1, 2005. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved November 27, 2020.
  353. ^ Brokaw, Tom (April 18, 2013). "Steven Spielberg: The World's 100 Most Influential People". Time. ISSN 0040-781X. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 15, 2020.
  354. ^ Selby, Jenn (January 16, 2014). "Steven Spielberg tops Forbes Most Influential Celebrities of 2014 list". The Independent. Retrieved January 18, 2014.
  355. ^ "Forbes' Most Influential Celebrities 2014 List Led By Steven Spielberg, Naturally". The Huffington Post. January 16, 2014. Retrieved January 18, 2014.
  356. ^ Pomerantz, Dorothy (January 15, 2014). "Steven Spielberg Tops Our List of the Most Influential Celebrities". Forbes. Retrieved January 18, 2014.
  357. ^ "Steven Spielberg". Forbes. Archived from the original on September 25, 2010. Retrieved December 19, 2020.
  358. ^ Arnold, Edwin T.; Miller, Eugene L. (2004). Robert Aldrich: Interviews. p. 172. ISBN 978-1-57806-602-5. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved October 8, 2020.
  359. ^ "När Bergman går på bio". Sydsvenskan. July 31, 2007. Archived from the original on December 4, 2007. Retrieved December 18, 2020.
  360. ^ "Interview: Strong Man on a Mission; Werner Herzog Talks About 'Invincible'". Indiewire. September 23, 2002. Retrieved December 18, 2020.
  361. ^ "On Kubrick – A Talk With Kubrick Documentarian Jan Harlan". Dvdtalk.com. Retrieved January 31, 2011.
  362. ^ Organ, Steven (2009). David Lean Interviews. University Press of Mississippi. p. 95. ISBN 978-1-60473-235-1. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved October 8, 2020.
  363. ^ "The Hollywood Interview: Sidney Lumet". Thehollywoodinterview.blogspot.com. January 7, 2008. Retrieved January 31, 2011.
  364. ^ Polanski, Roman; Cronin, Paul (2005). Roman Polanski: Interviews. University Press of Mississippi. p. 167. ISBN 978-1-57806-799-2. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved October 8, 2020.
  365. ^ "Golden Globes 2009: Steven Spielberg Cecil B. DeMille Award". YouTube. Retrieved January 31, 2011.
  366. ^ Stephen Rowley. "Genre, Auteurism, and Spielberg". Home.mira.net. Archived from the original on May 4, 2011. Retrieved January 31, 2011.
  367. ^ "The Spielberg Hundred #002: A Letter from Jean Renoir". Spectacular Attractions. September 14, 2013. Retrieved November 14, 2021.
  368. ^ "David Lynch interview New Musical Express, 21st August, 1982". Davidlynch.de. August 21, 1982. Archived from the original on March 13, 2012. Retrieved May 25, 2012.
  369. ^ Five Favorite Films with J.J. Abrams. Rotten Tomatoes. Retrieved June 21, 2011.
  370. ^ Johnston, Robert K. (2004). Useless Beauty: Ecclesiastes Through The Lens Of Contemporary Film – Robert K. Johnston. Michigan: Baker Academic. p. 74. ISBN 978-0-8010-2785-7. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved May 25, 2012.
  371. ^ "District 9 (2009) – Neill Blomkamp Interview". Sci-Fi Movie Page. August 18, 2009. Retrieved January 31, 2011.
  372. ^ "Del Toro Films". Del Toro Films. Archived from the original on February 9, 2010. Retrieved December 18, 2020.
  373. ^ Vo, Alex (November 10, 2009). "Five Favorite Films with Roland Emmerich". Rotten Tomatoes. Archived from the original on June 17, 2013. Retrieved January 31, 2011.
  374. ^ Goodsell, Luke (December 23, 2009). "Five Favorite Films With Peter Jackson". Rotten Tomatoes. Archived from the original on September 20, 2013. Retrieved January 31, 2011.
  375. ^ Xuan, Liu (October 2000). "Interview with Kal Ng". Senses of Cinema. Archived from the original on December 25, 2010. Retrieved January 31, 2011.
  376. ^ Yamato, Jen (July 25, 2009). "Five Favorite Films with Robert Rodriguez". Rotten Tomatoes. Archived from the original on March 2, 2010. Retrieved January 31, 2011.
  377. ^ Sayles, John; Carson, Dan (1999). John Sayles: interviews. University Press of Mississippi. p. 98. ISBN 978-1-57806-138-9. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved October 8, 2020.
  378. ^ Ridley, Scott; Knapp, Laurence F.; Kulas, Andrea F. (2005). Ridley Scott: interviews. University Press of Mississippi. p. 184. ISBN 978-1-57806-726-8. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved October 8, 2020.
  379. ^ Barboza, Craigh (2009). John Singleton: Interviews. University Press of Mississippi. pp. ix. ISBN 978-1-60473-116-3.
  380. ^ Vo, Alex (October 27, 2008). "Five Favorite Films with Kevin Smith". Rotten Tomatoes. Archived from the original on July 18, 2010. Retrieved January 31, 2011.
  381. ^ Jagernauth, Kevin (May 1, 2014). "Watch: Gareth Edwards Names His 3 Filmmaking Heroes Plus – The Playlist". The Playlist. Archived from the original on May 5, 2014. Retrieved December 18, 2020.
  382. ^ Shone, Tom. Blockbuster: how Hollywood learned to stop worrying and love the summer. p. 80. Simon and Schuster, 2004. ISBN 0-7432-3568-1.
  383. ^ "Spielberg and You" – Entertainment Weekly. p. 6. 12/9/11.
  384. ^ a b Rowley, Stephen (February 6, 2006). "Steven Spielberg on Senses of Cinema". Archived from the original on March 5, 2008. Retrieved March 16, 2007.
  385. ^ "Star Wars hailed best film". BBC News. July 11, 1999. Retrieved November 3, 2021.
  386. ^ Glenn Heath, Jr. (April 14, 2011). "A.I. Artificial Intelligence". Slant Magazine. Retrieved May 1, 2011.
  387. ^ Thorsen, Tor. "A.I.: Artificial Intelligence". Archived from the original on February 10, 2008.
  388. ^ Easy Riders, Raging Bulls: How the Sex 'n' Drugs 'n' Rock 'n' Roll Generation Saved Hollywood by Peter Biskind, Bloomsbury, London, 1999, pp. 343–344.
  389. ^ Carney, Ray (May 8, 1996). There's no Business like Show Business. The Baffler.
  390. ^ Glover, Crispin. "What Is It?". Archived from the original on May 3, 2006. Retrieved September 1, 2007.
  391. ^ Kael, Pauline (2002). Afterglow: a last conversation with Pauline Kael. Davis, Francis (1st Da Capo Press ed.). Cambridge, MA: Da Capo Press. p. 50. ISBN 0-306-81192-8. OCLC 50557407. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 20, 2020.
  392. ^ Gibron, Bill (April 21, 2007). "Short Cuts – Forgotten Gems: In Praise of Love". Pop Matters. Archived from the original on April 24, 2007. Retrieved April 28, 2007.
  393. ^ Roger Ebert (October 18, 2002). "In Praise of Love". Chicago Sun-Times. Retrieved April 28, 2007.
  394. ^ "Complete National Film Registry Listing | Film Registry | National Film Preservation Board | Programs | Library of Congress". Library of Congress, Washington, DC. Archived from the original on March 5, 2016. Retrieved December 16, 2020.
  395. ^ Jackson 2007, p. 109.
  396. ^ Jackson 2007, p. 112.
  397. ^ Parish 2004, p. 2.
  398. ^ Baxter 1996, p. 354.
  399. ^ "Distinguished Eagle Scout Award". National Capital Area Council – Boy Scouts of America. Archived from the original on October 5, 2006. Retrieved October 21, 2006.
  400. ^ Jackson 2007, p. 110.
  401. ^ "Steven Spielberg erhält das Bundesverdienstkreuz". Berlin Online. September 11, 1998. Archived from the original on October 19, 2009. Retrieved December 19, 2008.
  402. ^ a b Jackson 2007, p. 111.
  403. ^ a b Hook 2010, p. 95.
  404. ^ a b Jackson 2007, p. 113.
  405. ^ "Spielberg receives Lifetime Achievement Award". Chicago Film Festival. July 17, 2006. Archived from the original on October 16, 2006. Retrieved October 21, 2006.
  406. ^ Boedeker, Hal (December 26, 2006). "'Kennedy Center Honors' hits mostly high notes". chicagotribune.com. Retrieved January 26, 2020.
  407. ^ "It's Official! Inductees Named for 2005 Hall of Fame Class". Archived from the original on March 26, 2005. Retrieved March 26, 2005.. Press release March 24, 2005. Science Fiction Museum (sfhomeworld.org). Archived March 26, 2005. Retrieved March 22, 2013.
  408. ^ "Science Fiction and Fantasy Hall of Fame" Archived May 21, 2013, at the Wayback Machine. Mid American Science Fiction and Fantasy Conventions, Inc. Retrieved April 7, 2013. This was the official website of the hall of fame to 2004.
  409. ^ "6th Annual VES Awards". VES. Archived from the original on June 10, 2020. Retrieved December 15, 2020.
  410. ^ "Spielberg receives Royal honour". BBC News. January 30, 2001. Archived from the original on October 20, 2014. Retrieved January 18, 2008.
  411. ^ Jackson 2007, p. 97.
  412. ^ "Spielberg awarded Légion d'Honneur". The Guardian. September 6, 2004. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 16, 2020.
  413. ^ "Spielberg receives ASU award for communication excellence". ASU Now: Access, Excellence, Impact. June 19, 2008. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 15, 2020.
  414. ^ Mucha, Peter (August 4, 2009). "Steven Spielberg is winner of 2009 Liberty Medal". The Philadelphia Inquirer. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 16, 2020.
  415. ^ "Spielberg Receives Liberty Medal Award In Philly". www.cbsnews.com. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 16, 2020.
  416. ^ Casert, Raf (October 22, 2011). "Tintin has world premiere in Belgian hometown". Today.com. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 16, 2020.
  417. ^ Johnson, Ted (November 21, 2013). "Steven Spielberg Honored by National Archives". Variety. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 16, 2020.
  418. ^ "President Obama Names Recipients of the Presidential Medal of Freedom". whitehouse.gov. November 16, 2015. Archived from the original on January 28, 2017. Retrieved November 16, 2015 – via National Archives.
  419. ^ "Steven Spielberg has just won at life. He's got a Gold Blue Peter badge". BBC News. July 22, 2016. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 16, 2020.
  420. ^ "Honorary Degrees". USC News. May 1, 1994. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 18, 2020.
  421. ^ "98-136 (1999 Honorary Degrees)". www.brown.edu. May 26, 1999. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 18, 2020.
  422. ^ Daniloff, Caleb (May 13, 2009). "Honoring Steven Spielberg: Talking about old-school filmmaking, the virtues of TV, and the scent of film". BU Today. Archived from the original on January 9, 2014. Retrieved August 2, 2013.
  423. ^ Gibson, Katie (May 26, 2016). "Nine to receive honorary degrees". Harvard Gazette. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 18, 2020.
  424. ^ "ABC's 'The River' offers scary mystery". USA Today. July 22, 2011. Retrieved July 22, 2011.
  425. ^ "'Smash': It has Steven Spielberg, Katharine McPhee, Marilyn Monroe". Archived from the original on May 20, 2011. Retrieved May 15, 2011.
  426. ^ Brian Lowry (August 6, 2015). "Steven Spielberg's 'Extant' Only One of Many Alien TV Shows – Variety". Variety. Variety Media, LLC.
  427. ^ Brian Lowry (May 29, 2015). "'The Whispers' Review Steven Spielberg Series ABC – Variety". Variety. Variety Media, LLC.
  428. ^ Whitney Friedlander (September 21, 2015). "'Minority Report': Producers on Show Based on Tom Cruise Movie – Variety". Variety. Variety Media, LLC.
  429. ^ "Stephen King, Steven Spielberg Go 'Under the Dome'". Rolling Stone. June 19, 2013. Retrieved December 1, 2017.
  430. ^ "The films of Steven Spielberg". www.cbsnews.com. Archived from the original on January 1, 2021. Retrieved December 19, 2020.
  431. ^ Mara 2014, p. 56.
  432. ^ Freer 2001, p. 287.
  433. ^ Freer 2001, p. 288.

Bibliography

  • Jackson, Kathi (2007). Steven Spielberg: A Biography. Westport, CT: Greenwood Press. ISBN 9780313337963.
  • Hook, Sue Vander (2010). Steven Spielberg: Groundbreaking Director. Edina, MN: Abdo Publishing Company. ISBN 9781604537048.
  • Mara, Wil (2014). Great Filmmakers Steven Spielberg. New York: Cavendish Square Publishing. ISBN 9781627129367.
  • McBride, Joseph (1997). Steven Spielberg: A Biography. New York: Simon & Schuster. ISBN 9780684811673.
  • Freer, Ian (2001). The Complete Spielberg. London: Virgin Publishing. ISBN 9780753505564.
  • Parish, James Robert (2004). Steven Spielberg Filmmaker. New York: Ferguson. ISBN 9780816054817.
  • Horn, Geoffrey M. (2002). Steven Spielberg. Milwaukee: World Almanac Library. ISBN 9780836850802.
  • Edge, Laura Bufano (2008). Steven Spielberg: Director of blockbuster films. Berkeley Heights, NJ: Enslow Publishers. ISBN 9780766028883.
  • Baxter, John (1996). Steven Spielberg: The Unauthorised Biography. London: Harper Collins. ISBN 9780002555876.
  • Pogrebin, Abigail (2005). Stars of David: Prominent Jews Talk About Being Jewish. New York: Broadway Books. ISBN 9780307419323.
  • Mairata, James (2018). Steven Spielberg's Style by Stealth. Cham, Switzerland: Springer International Publishing. ISBN 9783319690810.
  • Buckland, Warren (2006). Directed by Steven Spielberg: Poetics of the Contemporary Hollywood Blockbuster. New York: Continuum. ISBN 9780826416919.

Further reading

External links