James Mark Baldwin

Da Wikipédia, a enciclopédia livre
Ir para navegação Pular para pesquisar
James Mark Baldwin em 1917

James Mark Baldwin (12 de janeiro de 1861, Columbia, Carolina do Sul - 08 de novembro de 1934, Paris ) [1] [2] era um americano filósofo e psicólogo que foi educado em Princeton sob a supervisão do Scottish filósofo James McCosh e que foi um dos fundadores do Departamento de Psicologia de Princeton e da Universidade de Toronto . [3] Ele fez contribuições importantes para a psicologia inicial , psiquiatria e para a teoria da evolução .

Biografia

Juventude

Baldwin nasceu e foi criado em Columbia, Carolina do Sul. Seu pai, que era de Connecticut, era abolicionista e era conhecido por comprar escravos para libertá-los. Durante a Guerra Civil, seu pai mudou-se para o norte, mas a família permaneceu em sua casa até a época de Sherman's March . Após seu retorno após a guerra, o pai de Baldwin fazia parte do governo da Era da Reconstrução . Baldwin foi enviado ao norte para receber sua educação secundária em Nova Jersey. Como resultado, ele escolheu estudar no College of New Jersey (agora Princeton University ).

Baldwin começou na teologia sob a tutela do presidente da faculdade, James McCosh , mas logo mudou para a filosofia. Ele recebeu o Green Fellowship in Mental Science (em homenagem a seu futuro sogro, o chefe do Princeton Theological Seminary ) e usou-o para estudar na Alemanha com Wilhelm Wundt em Leipzig e com Friedrich Paulsen em Berlim (1884-1934 )

Em 1885 ele se tornou Instrutor de Francês e Alemão no Seminário Teológico de Princeton . Ele traduziu Théodule-Armand Ribot 's Psicologia alemã de hoje e escreveu seu primeiro artigo 'Os postulados de uma psicologia fisiológica'. O trabalho de Ribot traçou as origens da psicologia de Immanuel Kant a Johann Friedrich Herbart , Gustav Theodor Fechner , Hermann Lotze a Wundt .

Em 1887, enquanto trabalhava como professor de filosofia no Lake Forest College , ele se casou com Helen Hayes Green, filha do presidente do seminário, William Henry Green . Em Lake Forest, ele publicou a primeira parte de seu Handbook of Psychology (Senses and Intellect), no qual dirigiu a atenção para a nova psicologia experimental de Ernst Heinrich Weber , Fechner e Wundt .

Em 1889, ele foi para a Universidade de Toronto como Presidente de Lógica e Metafísica. Sua criação de um laboratório de psicologia experimental em Toronto (que ele afirmava ser o primeiro no Império Britânico ) coincidiu com o nascimento de suas filhas Helen (1889) e Elizabeth (1891), que inspirou a pesquisa quantitativa e experimental sobre o desenvolvimento infantil que foi para causar uma impressão tão vívida em Jean Piaget e Lawrence Kohlberg por meio de Desenvolvimento mental na criança e na raça de Baldwin : métodos e processos (1894), dedicado ao assunto. Uma segunda parte do Handbook of Psychology (Feeling and Will) apareceu em 1891.

Durante essa fase criativa, Baldwin viajou para a França (1892) para visitar os importantes psicólogos Jean-Martin Charcot (na Salpêtrière ), Hippolyte Bernheim (em Nancy) e Pierre Janet .

Mid-carreira

Em 1893, ele foi chamado de volta à sua alma mater, a Universidade de Princeton , onde lhe foi oferecida a cadeira Stuart em psicologia e a oportunidade de estabelecer um novo laboratório de psicologia. Ele ficaria em Princeton até 1903 trabalhando nos destaques de sua carreira refletidos em Interpretações sociais e éticas no desenvolvimento mental: um estudo de psicologia social (1897), onde levou seu desenvolvimento mental anterior ao estágio crítico em que sobreviveu na obra de Lev Vygotsky , por meio de Vygotsky na obra crucial de Alexander Luria , e na síntese de ambos por Aleksey Leontyev . Editou também as edições em inglês de Karl Groos s'Jogo dos Animais (1898) e Jogo dos Homens (1901).

Foi nessa época que Baldwin escreveu "A New Factor of Evolution" (junho de 1896 / The American Naturalist ), que mais tarde ficou conhecido como o " Efeito Baldwin ". Mas outros contribuidores importantes não devem ser esquecidos. Conwy Lloyd Morgan foi talvez o que mais se aproximou de compreender o chamado "Efeito Baldwin". Em seu Habit and Instinct (1896), ele formulou uma versão comparável da teoria, como fez em um discurso em uma sessão da Academia de Ciências de Nova York (fevereiro de 1896) na presença de Baldwin. (1896 / "De modificação e variação". Science 4 (99) (20 de novembro): 733-739). Assim como Henry Fairfield Osborn(1896 / "Um modo de evolução que não requer seleção natural nem a herança de características adquiridas". Transactions of the New York Academy of Science 15: 141-148). O "Efeito Baldwin", construído em parte no princípio da "seleção orgânica" proposto por Baldwin em "Desenvolvimento Mental", só recebeu o nome de George Gaylord Simpson em 1953. (em: Evolução 7: 110-117) (ver: David J. Depew em "Evolution and Learning" MIT 2003)

Baldwin complementou seu trabalho psicológico com a filosofia, em particular com a epistemologia sua contribuição à qual apresentou no discurso presidencial à American Psychological Association em 1897. Nessa época, o trabalho sobre o Dicionário de Filosofia e Psicologia (1902) havia sido anunciado e um período de intensa correspondência filosófica seguiu com os contribuintes do projeto: William James , John Dewey , Charles Sanders Peirce , Josiah Royce , George Edward Moore , Bernard Bosanquet , James McKeen Cattell , Edward B. Titchener , Hugo Münsterberg ,Christine Ladd-Franklin , Adolf Meyer , George Stout , Franklin Henry Giddings , Edward Bagnall Poulton e outros.

Em 1899, Baldwin foi para Oxford para supervisionar a conclusão do Dicionário ... (1902). Ele foi premiado com um Doutorado Honorário em Ciências na Universidade de Oxford . (À luz do que precede, o silêncio ensurdecedor com que JM Baldwin foi mais tarde tratado nas publicações de Oxford sobre a mente pode muito bem vir a ser considerado uma das omissões significativas na história das ideias para o século 20. Compare, por exemplo, Richard Gregory : The Oxford Companion to the Mind , primeira edição, 1987.)

Vida posterior

Em 1903, em parte como resultado de uma disputa com o presidente de Princeton, Woodrow Wilson, e em parte devido a uma oferta que envolvia mais salários e menos ensino, ele se mudou para o cargo de professor de filosofia e psicologia na Universidade Johns Hopkins . Aqui, ele reabriu o laboratório experimental que havia sido fundado por G. Stanley Hall em 1884 (mas foi fechado com a saída de Hall para assumir a presidência da Clark University em 1888).

Em Baltimore, Baldwin começou a trabalhar em Pensamentos e Coisas: Um Estudo do Desenvolvimento e Significado do Pensamento, ou Lógica Genética (1906), uma tradução densamente integrativa de suas idéias culminando em Teoria da Realidade Genética: Sendo o Resultado da Lógica Genética como Emissão na Teoria Estética da Realidade chamada Pancalismo (1915). Este livro introduziu o conceito de que o conhecimento cresce ao longo da infância em uma série de estágios distintos que envolvem a interação entre habilidades inatas e feedback ambiental, uma proposta que foi retomada por Piaget. Afirmou ainda que o desenvolvimento físico inicial dá lugar às habilidades de linguagem e cognitivas de tal forma que a criança surge como resultado do crescimento social e físico.

Em Baltimore, Baldwin também foi preso em uma invasão a um bordel "de cor" (1908), um escândalo que pôs fim à sua carreira americana. Forçado a deixar a Johns Hopkins, ele procurou residência em Paris. Ele residiria na França até sua morte em 1934. [4]

Seus primeiros anos (1908–1912) na França foram interrompidos por longas estadas no México, onde aconselhou sobre assuntos universitários e lecionou na Escola de Estudos Superiores da Universidade Nacional da Cidade do México . Seus livros Darwin and the Humanities (1909) e Individual and Society (1911) datam desse período. Em 1912 ele fixou residência permanente em Paris.

A residência de Baldwin na França resultou em sua indicação da urgência do apoio americano não neutro a seus novos anfitriões nos campos de batalha franceses da Primeira Guerra Mundial . Ele publicou American Neutrality, Its Cause and Cure (1916) para o efeito, e quando em 1916 ele sobreviveu a um ataque de torpedo alemão no Sussex no Canal da Mancha  - na viagem de volta de uma visita a William Osler em Oxford - seu telegrama aberto para o Presidente dos Estados Unidos sobre o assunto tornou-se notícia de primeira página ( New York Times ). Com a entrada da América na guerra (1917), ele ajudou a organizar a filial de Paris da Liga da Marinha Americana, atuando como seu presidente até 1922. Em 1926 suas memóriasEntre Duas Guerras (1861-1921) foram publicados. Ele morreu em Paris em 8 de novembro de 1934.

Ideias

Baldwin foi proeminente entre os primeiros psicólogos experimentais e foi eleito por seus pares como o quinto psicólogo mais importante da América em uma pesquisa de 1903 conduzida por James McKeen Cattell , [5] mas foram suas contribuições para a psicologia do desenvolvimento que foram as mais importantes. Sua teoria gradual do desenvolvimento cognitivo foi uma grande influência na teoria do desenvolvimento posterior, e muito mais amplamente conhecida, de Jean Piaget . Suas idéias sobre a relação entre Ego e Alter foram desenvolvidas por Pierre Janet ; [6] enquanto sua ênfase em como "Meu senso de identidade cresce pela imitação de você ... uma criação imitativa" [7] contribuiu para o estágio do espelhode Jacques Lacan . [8]

Suas contribuições para os primeiros periódicos e instituições da jovem disciplina também foram altamente significativas. Baldwin foi co-fundador (com James McKeen Cattell ) da Psychological Review (que foi fundada explicitamente para competir com o American Journal of Psychology de G. Stanley Hall ), Psychological Monographs and Psychological Index . Ele também foi o editor fundador do Psychological Bulletin .

Em 1892, foi vice-presidente do Congresso Internacional de Psicologia realizado em Londres e, em 1897-1898, presidente da American Psychological Association ; ele recebeu uma medalha de ouro da Academia Real de Artes e Ciências da Dinamarca (1897) e foi presidente honorário do Congresso Internacional de Antropologia Criminal realizado em Genebra em 1896.

Seleção orgânica

A ideia de seleção orgânica veio da interpretação dos dados observáveis ​​no estudo experimental de Baldwin sobre alcance infantil e seu papel no desenvolvimento mental . Cada prática de movimento do bebê destinada a promover a integração do comportamento favorável ao desenvolvimento na estrutura experimental parecia ser selecionada de um excesso de movimento na tentativa de imitação.

Em outros estágios de desenvolvimento - os mais críticos para a compreensão da evolução da mente - isso foi ilustrado graficamente nos esforços da criança para desenhar e aprender a escrever. ( Desenvolvimento Mental na Criança e na Raça )

Em edições posteriores do Mental Development Baldwin mudou o termo " seleção orgânica " para " seleção funcional ".

Assim, desde o início a ideia estava bem ligada à filosofia da mente que Baldwin estava emancipando dos modelos inspirados pelo pré-estabelecimento divino. ( Spinoza ) (Wozniak, 2001)

É a comunicação desse insight sobre a natureza relacionada à prática do desenvolvimento dinamogênico, acima de tudo sua integração como um fator criativo na estrutura da sociedade, que ajudou os alunos de Baldwin a entender o que restou da assinatura de Lamarck . Singularmente ilustrado por Gregory Bateson , em Mind and Nature (1979) e reintegrados em estudos contemporâneos por Terrence Deacon ( Os espécie simbólica : A co-evolução da linguagem eo cérebro humano , 1997) e outros estudiosos da biossemiótica .

Na espécie humana, a faculdade de construir nichos é favorecida por uma inteligência prática capaz de projetar as circunstâncias que colocarão suas aquisições vitais fora de perigo em termos de seleção natural (predita linearmente) . É precisamente nos campos de estudo relativos às pressões de seleção massiva contra as quais outras espécies parecem estar sem defesas - desenvolvimento biológico em face de novas pandemias ( AIDS , doença da vaca louca ) - que os argumentos relativos à hereditariedade natural das aquisições inteligentes ressurgiram de uma forma extremamente desafiadora para a ciência.

Efeito Baldwin

O legado teórico mais importante de Baldwin é o conceito do efeito Baldwin ou "evolução Baldwiniana". Baldwin propôs, contra os neo-lamarckianos de sua época (mais notavelmente Edward Drinker Cope ), que existe um mecanismo pelo qual fatores epigenéticos vêm moldar a dotação congênita tanto quanto - ou mais do que - pressões da seleção natural . Em particular, as decisões comportamentais humanas tomadas e sustentadas através das gerações como um conjunto de práticas culturais devem ser consideradas entre os fatores que moldam o genoma humano.

Por exemplo, o tabu do incesto , se vigorosamente aplicado, remove a pressão da seleção natural contra a posse de instintos que favorecem o incesto. Depois de algumas gerações sem essa pressão da seleção natural, a menos que esse material genético fosse profundamente fixado, ele tenderia a se diversificar e perder sua função. Os humanos não seriam mais avessos ao incesto por natureza, mas confiariam em sua capacidade de internalizar tais regras das práticas culturais.

O caso oposto também pode ser verdadeiro: a prática cultural pode produzir humanos seletivamente para atender às condições de aptidão de novos ambientes, culturais e físicos, aos quais os primeiros hominídeos não poderiam ter sobrevivido. A evolução baldwiniana pode fortalecer ou enfraquecer uma característica genética.

Influência

A contribuição de Baldwin para esse campo o coloca no centro das controvérsias contemporâneas nos campos da psicologia evolucionista e da sociobiologia mais ampla . Poucas pessoas fizeram mais do que Robert Wozniak, professor de psicologia no Bryn Mawr College , pela redescoberta da importância de James Mark Baldwin na história das idéias .

Trabalho

Além de artigos na Psychological Review , Baldwin escreveu:

  • Handbook of Psychology (1890), tradução de German Psychology of To-day (1886) de Ribot ;
  • Elementos de psicologia (1893);
  • Interpretações sociais e éticas no desenvolvimento mental (1898);
  • História da Mente (1898);
  • Desenvolvimento mental na criança e na raça (1896);
  • Thought and Things ( Londres e Nova York , 1906).

Ele também contribuiu amplamente para o Dicionário de Filosofia e Psicologia (1901-1905), do qual foi editor -chefe.

Para visualizar volumes do Dicionário de Filosofia e Psicologia de Baldwin em arquivos online:
 
Navegar online
Link
por
Salve  Vol. I
(A-Laws)
Vol. II
(Le-Z)
Vol. III (bibliografia)  
parte eu parte II
Arquivo da Internet Flipbook, DjVu,
texto simples de DjVu
Livro
arquivo pdf, DjVu e .txt
Todos os 3 volumes (mas alguns difíceis de ler)
Pesquisa de Livros do Google Beta
(as edições podem ainda não estar totalmente
acessíveis fora dos EUA. [9] )
Imagens e
texto simples
Página
arquivo pdf e .txt
Vol. eu Vol. II Vol. III,
parte I
Vol. III,
parte II
Todos os resultados
(não
identificados de forma distinta )
O Laboratório Virtual Imagens Página,
entrada
pdf (
páginas desejadas )
Clássicos da História da Psicologia html Carta /
Inscrição
html

AO de Vols. I e II, transcrevendo

Veja também

Notas

  1. ^ Arquivo de dados genealógicos
  2. ^ Cemitério de Princeton Gravemarker
  3. ^ "Museu do Departamento de Psicologia" . Departamento de Psicologia . 02/05/2019 . Obtido em 2020-06-17 .
  4. ^ Hothersall, D. (2004)
  5. ^ Cattell, JM (1933). American Men of Science . Nova York: Science Press. pp. 1277–1278.
  6. ^ Ellenberger, H. (1970). A descoberta do inconsciente . Nova York: Basic Books. p. 404 . ISBN 0-465-01672-3.
  7. ^ Citado em Ellenberger (1970 , p. 404)
  8. ^ Lacan, J., Écrits (1997), p. 1
  9. ^ Veja apostagemoficial doblogGoogle Inside Google Book Search "Do saco de correio: Livros e downloads de domínio público", 9 de novembro de 2006, 11h19, postado por Ryan Sands, Equipe de Suporte da Pesquisa de Livros do Google, Eprint .

Referências

  • Robert H. Wozniak : Desenvolvimento e síntese: uma introdução à vida e obra de James Mark Baldwin Bryn Mawr College, 2001 em: History of American Thought - Continuum de Thoemmes / The History of Ideas 14 de setembro de 2004
  • Evolução e Aprendizagem: O Efeito Baldwin Reconsiderado, editado por Bruce H. Weber e David J. Depew: Cambridge, Massachusetts 2003 - The MIT Press
  • Gregory Bateson : Mind and Nature: A Necessary Unity New York, 1979 - EPDutton
  • Terrence Deacon: The Symbolic Species: A co-evolução da linguagem e do cérebro humano EUA, 1997 - WW Norton / Grã-Bretanha, 1997 - Allan Lane The Penguin Press.
  • Edward J. Steele, Robyn A. Lindley, Robert V. Blanden: " Assinatura de Lamarck: Como os retrogenes estão mudando o Paradigma de Seleção Natural de Darwin " Sydney, 1998 - Allan & Unwin Pty Ltd. Em: Frontiers of Science - Series Editor Paul Davies .
  • Hothersall, David (2004). História da Psicologia (4ª ed.). Nova York, NY; McGraw-Hill Companies, Inc.

Ligações externas