André Le Nôtre

Da Wikipédia, a enciclopédia livre
Ir para a navegação Saltar para pesquisar

André Le Nôtre
André-Le-Nostre1.jpg
Um retrato de André Le Nôtre por Carlo Maratta
Nascermos( 1613-03-12 )12 de março de 1613
Faleceu15 de setembro de 1700 (1700-09-15)(87 anos)
Nacionalidadefrancês
Conhecido porArquitetura paisagística , jardinagem
Trabalho notável
Versalhes , Chantilly , Vaux-le-Vicomte

André Le Nôtre ( pronúncia francesa: ​[ ɑ̃dʁe lə notʁ] ; 12 de março de 1613 – 15 de setembro de 1700), originalmente traduzido como André Le Nostre , [1] foi um arquiteto paisagista francês e o principal jardineiro do rei Luís XIV da França . Ele foi o arquiteto paisagista que projetou os jardins do Palácio de Versalhes , e seu trabalho representa o auge do estilo de jardim formal francês, ou jardin à la française .

Antes de trabalhar em Versalhes, Le Nôtre colaborou com Louis Le Vau e Charles Le Brun no parque de Vaux-le-Vicomte . Seus outros trabalhos incluem o projeto de jardins e parques em Chantilly , Fontainebleau , Saint-Cloud e Saint-Germain . Sua contribuição para o planejamento também foi significativa: nas Tulherias ele estendeu a vista para o oeste, que mais tarde se tornou a avenida dos Champs-Élysées e compreende o Axe historique . [2]

Biografia

Início da vida

André Le Nôtre nasceu em Paris , numa família de jardineiros. Pierre Le Nôtre, encarregado dos jardins do Palais des Tuileries em 1572, pode ter sido seu avô. [3] O pai de André, Jean Le Nôtre, também foi responsável por seções dos jardins das Tulherias, inicialmente sob Claude Mollet , e mais tarde como jardineiro-chefe, durante o reinado de Luís XIII . André nasceu em 12 de março de 1613 e foi batizado na Église Saint-Roch . Seu padrinho na cerimônia era um administrador dos jardins reais, e sua madrinha era a esposa de Claude Mollet.

A família vivia numa casa nas Tulherias e André cresceu assim rodeado de jardinagem e rapidamente adquiriu conhecimentos práticos e teóricos. A localização também lhe permitiu estudar no vizinho Palais du Louvre , parte do qual era então usado como academia de artes. Aprendeu matemática , pintura e arquitetura , e entrou no atelier de Simon Vouet , pintor de Luís XIII, onde conheceu e fez amizade com o pintor Charles Le Brun . Ele aprendeu arte clássica e perspectiva, e estudou por vários anos com o arquiteto François Mansart , um amigo de Le Brun.

Carreira

Busto de André Le Nôtre no Jardim das Tulherias

Em 1635, Le Nôtre foi nomeado o principal jardineiro do irmão do rei Gastão, duque d'Orléans . Em 26 de junho de 1637, Le Nôtre foi nomeado jardineiro-chefe das Tulherias, assumindo a posição de seu pai. [4] Ele era o principal responsável pelas áreas do jardim mais próximas ao palácio, incluindo o laranjal construído por Simon Bouchard. [5] Em 1643 foi nomeado "desenhador de plantas e terraços" para Ana da Áustria , a rainha-mãe, e de 1645 a 1646 trabalhou na modernização dos jardins do Château de Fontainebleau .

Mais tarde, ele foi encarregado de todos os jardins reais da França e, em 1657, foi nomeado Controlador-Geral dos Edifícios Reais. Há poucas referências diretas a Le Nôtre nos relatos reais, e o próprio Le Nôtre raramente escrevia suas ideias ou abordagem à jardinagem. Ele se expressou puramente através de seus jardins. [6] Tornou-se um conselheiro de confiança de Luís XIV, e em 1675 foi enobrecido pelo rei. Ele e Le Brun até acompanharam a corte no cerco de Cambrai em 1677. [7]

Em 1640, casou-se com Françoise Langlois. Eles tiveram três filhos, embora nenhum tenha sobrevivido até a idade adulta.

Vaux-le-Vicomte

O primeiro grande projeto de jardim de André Le Nôtre foi realizado para Nicolas Fouquet , Superintendente de Finanças de Luís XIV. Fouquet começou a trabalhar no Château de Vaux-le-Vicomte em 1657, empregando o arquiteto Louis Le Vau , o pintor Charles Le Brun e Le Nôtre. Os três designers trabalharam em parceria, com Le Nôtre estabelecendo um arranjo grandioso e simétrico de parterres , piscinas e passeios de cascalho. Le Vau e Le Nôtre exploraram as mudanças de nível em todo o terreno, de modo que o canal é invisível da casa, e empregaram perspectiva forçadapara fazer a gruta parecer mais próxima do que realmente é. Os jardins foram concluídos em 1661, quando Fouquet realizou um grande entretenimento para o rei. Mas apenas três semanas depois, em 10 de setembro de 1661, Fouquet foi preso por desviar fundos do Estado, e seus artistas e artesãos foram colocados a serviço do rei.

Versalhes

Jardins de Versalhes
Vista plana dos jardins de Versalhes

A partir de 1661, Le Nôtre estava trabalhando para Luís XIV para construir e melhorar o jardim e os parques do Château de Versailles . Louis ampliou o pavilhão de caça existente, tornando-o sua residência principal e sede do poder. Le Nôtre também apresentou o plano da cidade radiante de Versalhes , que incluía a maior avenida já vista na Europa, a Avenida de Paris.

No século seguinte, o projeto de Versalhes influenciou o plano mestre de Pierre Charles L'Enfant para Washington, DC [8] Veja, L'Enfant Plan .

Outros jardins

França

Em 1661, Le Nôtre também trabalhava nos jardins do Palácio de Fontainebleau . Em 1663 foi contratado pelo Château de Saint-Germain-en-Laye e pelo Château de Saint-Cloud , residência de Philippe d'Orléans , onde supervisionaria as obras por muitos anos. Também a partir de 1663, Le Nôtre foi contratado pelo Château de Chantilly , propriedade do Príncipe de Condé , onde trabalhou com seu cunhado Pierre Desgots até a década de 1680. [9] A partir de 1664 ele estava reconstruindo os jardins das Tulherias, a mando de Colbert, ministro-chefe de Louis, que ainda esperava que o rei permanecesse em Paris. Em 1667 Le Nôtre estendeu o eixo principal dos jardins para o oeste, criando a avenida que se tornaria a Champs-Élysées . Colbert encomendou Le Nôtre em 1670, para alterar os jardins de seu próprio castelo de Sceaux , que funcionou até 1683.

No exterior

Em 1662, ele forneceu projetos para o Greenwich Park , em Londres, para Carlos II da Inglaterra . Em 1670 Le Nôtre concebeu um projeto para o Castelo de Racconigi na Itália, e entre 1674 e 1698 remodelou os jardins de Venaria Reale , perto de Turim . Em 1679, ele visitou a Itália. Seu conselho posterior foi fornecido para o Palácio de Charlottenburg e château de Cassel na Alemanha, e com planos para o Castelo de Windsor .

Trabalhos finais

Entre 1679 e 1691, esteve envolvido no planejamento dos jardins do Château de Meudon para François-Michel le Tellier, Marquês de Louvois .

Seu trabalho tem sido frequentemente comparado e contrastado favoravelmente ("a antítese") com a obra de Lancelot "Capability" Brown , o arquiteto paisagista inglês. [8] [10]

Lista dos principais jardins de Le Nôtre

gravura do século XVII dos jardins de Chantilly

Na cultura popular

André Le Nôtre foi interpretado por Matthias Schoenaerts no filme de 2014 A Little Chaos .

Veja também

História do design do jardim francês:

Referências

Fontes

  • Garrigues, Dominique (2001). Jardins et jardiniers de Versailles au Grand Siècle (em francês). Edições Champ Vallon. ISBN 2-87673-337-4.
  • Guiffrey, Jules (1986). André Le Nostre (1613-1700) . Traduzido por George Booth. Guilda do Livro. ISBN 0-86332-151-8.
  • Hazlehurst, F. Hamilton (1980). Jardins da Ilusão: O Gênio de André Le Nostre . Nashville, Tennessee: Vanderbilt University Press. ISBN 9780826512093 . 
  • Mariage, Thierry (1999). O Mundo de André Le Nôtre . Traduzido por Graham Larkin. Imprensa da Universidade da Pensilvânia. pág. XI. ISBN 0-8122-3468-5.

Citações

  1. ^ Hazlehurst 1980, p. viii: A ortografia Le Nôtre "é uma criança do século XVIII; a substituição de ô por os não foi amplamente utilizada até a quarta década do século XVIII. Era, portanto, uma grafia que o grande arquiteto paisagista jamais teria reconhecido como seu”. Veja também Circumflex em francês .
  2. ^ Garrigues, p. 282.
  3. ^ Jules Guiffrey , p. 3.
  4. ^ Guiffrey, pág. 5.
  5. ^ Guiffrey, pág. 9.
  6. ^ Guiffrey, pág. 18.
  7. ^ Guiffrey, pág. 22.
  8. ^ a b "André Le Nôtre" . Encyclopædia Britannica . Encyclopædia Britannica Inc. 12 de março de 2012 . Recuperado em 12 de março de 2012 .
  9. ^ Hazlehurst 1980, pp. 5, 303-323. Pierre Desgots casou-se com a irmã de Le Nôtre, Elisabeth, e seu filho, Claude Desgots , tornou-se discípulo e sucessor de Le Nôtre (ver Mariage 1999, p. 30).
  10. ^ Lancelot Brown . Encyclopædia Britannica . Encyclopædia Britannica Inc. 2007 . Recuperado em 12 de março de 2012 .
  11. Château de Chenailles no Loiret : "Acolheu os reis da França e seu parque de 14 hectares foi projetado por Le Nôtre."

Leitura adicional

  • Thompson, Ian. O Jardim do Rei Sol: Luís XIV, André Le Nôtre e a Criação dos Jardins de Versalhes . Londres: Bloomsbury Publishing, 2006 (capa dura, ISBN 1-58234-631-3 ).  

Links externos