38ª Divisão (Exército Imperial Japonês)

38ª Divisão
Soldados do 228º Regimento da 38ª Divisão entrando em Hong Kong, dezembro de 1941
Ativo1939–1945
PaísImpério do Japão
Filial Exército Imperial Japonês
TipoInfantaria
Guarnição/QGNagoia , Japão
ApelidosDivisão do Pântano
CompromissosBatalha de Hong Kong
Campanha das Índias Orientais Holandesas
Campanha de Guadalcanal
Campanha da Nova Geórgia
Campanha da Nova Grã-Bretanha
Campanha das Ilhas do Almirantado
Comandantes

Comandantes notáveis
Tadayoshi Sano
Yoshimitsu Abe
Takeo Itō

A 38ª Divisão (第38師団, Dai sanjūhachi shidan ) foi uma divisão de infantaria do Exército Imperial Japonês , ativada em 30 de junho de 1939 em Nagoya , [1] simultaneamente com as 39ª , 40ª e 41ª Divisões. Seu indicativo era Divisão do Pântano (沼兵団, Numa Heidan ) . [ carece de fontes ]

Ação

A divisão foi inicialmente designada em outubro de 1939 para o 21º Exército para fornecer serviços de segurança na província de Guangdong , após a Operação Cantão do Exército Imperial . Em 9 de fevereiro de 1940, o 21º Exército foi dissolvido e a 38ª Divisão foi transferida para o Exército do Sul . Em 28 de junho de 1941, o Exército do Sul também foi dissolvido e a 38ª Divisão foi incorporada ao 23º Exército . [ carece de fontes ]

A divisão viu ação pesada durante a campanha do Pacífico na Segunda Guerra Mundial . Suas principais unidades de combate eram três regimentos de infantaria: o 228º, o 229º e o 230º. Estes foram apoiados pelo 38º Regimento de Artilharia de Montanha, pelo 38º Regimento de Engenheiros, pelo 38º Regimento de Transporte e por uma empresa de tanques. [2]

Inicialmente, a divisão participou da conquista de Hong Kong em 1941. [1] Em 4 de janeiro de 1942, a 38ª Divisão foi designada para o 16º Exército e seu 230º Regimento de Infantaria (convertido para esta ocasião no 3º Regimento Misto) participou do Batalha de Java (1942) . Em novembro de 1942, o 3.º Batalhão do 229.º Regimento de Infantaria foi enviado para participar na campanha da Nova Guiné , onde em janeiro de 1943 foi completamente dizimado após múltiplos confrontos na cadeia de ilhas com as forças australianas. [ carece de fontes ]

Os remanescentes da divisão recuaram para Rabaul após essas perdas e participaram da fortificação do porto. De outubro de 1942 a fevereiro de 1943, o restante da 38ª Divisão também sofreu pesadas perdas na Campanha de Guadalcanal e foi posteriormente designado para a defesa das guarnições ocupacionais da Nova Geórgia , das Ilhas do Almirantado , da Nova Grã-Bretanha e da Nova Irlanda até o final da guerra. . [ citação necessária ] Em particular, o 229º Regimento de Infantaria participou da Campanha da Nova Geórgia durante julho e agosto. [1] A maioria da 38ª Divisão capitulou após a rendição do Japão em 15 de agosto de 1945 em Rabaul. [ carece de fontes ]

Os soldados da divisão foram acusados ​​de cometer crimes de guerra durante as suas operações no teatro do Pacífico. [3] Um dos oficiais superiores da divisão, Takeo Itō , foi condenado por crimes de guerra por um tribunal militar aliado após a guerra. [4]

Veja também

Referências

  • Este artigo incorpora material da página japonesa da Wikipedia 第38師団 (日本軍), acessada em 18 de março de 2016.

Notas de rodapé

  1. ^ abc Rottman 2005, pág. 10.
  2. ^ Rottman 2005, pág. 15.
  3. ^ Mova-se, Kent. "Takeo Ito". Enciclopédia Online da Guerra do Pacífico .
  4. ^ Alguns criminosos de guerra notáveis ​​arquivados em 9 de março de 2009 na Wayback Machine Fonte: História da Comissão de Crimes de Guerra das Nações Unidas e o Desenvolvimento das Leis da Guerra , Comissão de Crimes de Guerra das Nações Unidas (Londres: HMSO, 1948)

Livros

  • Frank, Richard (1990). Guadalcanal: o relato definitivo da batalha histórica . Nova York: Random House. ISBN 0-394-58875-4.
  • Fuller, Richard (1992). Shokan: Samurai de Hirohito . Londres: Arms and Armor Press. ISBN 1-85409-151-4.
  • Griffith, Samuel B. (1963). A Batalha por Guadalcanal . Champaign, Illinois, EUA: University of Illinois Press. ISBN 0-252-06891-2.
  • Rottman, Gordon L. (2005). Exército Japonês na Segunda Guerra Mundial: Pacífico Sul e Nova Guiné, 1942-43 . Oxford e Nova York: Osprey. ISBN 1-84176-870-7.
  • Departamento de Guerra dos Estados Unidos (1991) [reimpressão da edição de 1944]. Manual das Forças Militares Japonesas . David Isby (Introdução) e Jeffrey Ethell (Posfácio). Baton Rouge e Londres : Louisiana State University Press. ISBN 0-8071-2013-8.

Rede

  • Ammentorp, Steen. "Sano, Tadayoshi, Tenente-General".
  • Budge, Kent G. "Sano Tadayoshi (1889–1945)".
  • Operações do exército japonês nas campanhas da Área do Pacífico Sul, Nova Grã-Bretanha e Papua, 1942–43. Senshi Sōshō (trechos traduzidos). Traduzido por Bullard, Steven. Camberra: Memorial de Guerra Australiano. 2007. ISBN 978-0-9751904-8-7.Veja pág. 163 para um colapso da organização da divisão em setembro de 1942.
  • Hough, Frank O.; Ludwig, Verle E.; Shaw, Henry I. Jr. "Pearl Harbor a Guadalcanal". História das operações do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA na Segunda Guerra Mundial .
  • Miller, John Jr. Guadalcanal: a primeira ofensiva. Exército dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial. Centro de História Militar do Exército dos Estados Unidos . Arquivado do original em 25 de dezembro de 2007 . Recuperado em 4 de julho de 2006 .
  • Shaw, Henry I. "Primeira Ofensiva: A Campanha Marinha por Guadalcanal". Série Comemorativa dos Fuzileiros Navais na Segunda Guerra Mundial .
  • Banco de dados de história mundial (1999–2000). "Tadayoshi Sano". Arquivado do original em 15 de maio de 2008 . Recuperado em 5 de março de 2009 .
  • Zimmerman, John L. (1949). “A Campanha Guadalcanal”. Fuzileiros Navais na Monografia Histórica da Segunda Guerra Mundial .

links externos

  • [1]
  • [2]

Obtido em "https://en.wikipedia.org/w/index.php?title=38th_Division_(Imperial_Japanese_Army)&oldid=1082587667"